Darkside  

Voltar   Darkside > Darkside > Comunidade

Responder
 
Thread Tools
percezione
Trooper
 

Steam ID: brunorei
Default Crise econômica na Argentina

25-09-18, 21:14 #1
Vi por alto no jornal nacional e não tenho tido tempo de acompanhar muito as notícias, mas parece q tá rolando uma greve geral? Inflação a beira de explodir, PIB recuando, dívida aumentando?

Mas não é o Macri q governa desde 2015? Fiquei perdido agora...

Vim na DS procurar alguma explicação dos especialistas tipo Baron mas pra minha surpresa não há nenhum tópico discutindo a situação dos hermanos...

Faço poll renuncia / cassado?





percezione is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

25-09-18, 21:17 #2
 

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
Slimer
Trooper
 

XFIRE ID: Slimer0 Steam ID: slimer0
25-09-18, 21:26 #3

Slimer is offline   Reply With Quote
Hobbes
Trooper
 

25-09-18, 21:31 #4
Culpa da Dilma

Hobbes is offline   Reply With Quote
Something
Trooper
 

25-09-18, 21:33 #5
23:59
13 anos é pouco tempo pro Lula arrumar a economia do país!!

00:00
não é o Macri que tá lá a 4 anos? #elenao

Something is offline   Reply With Quote
Baron
Trooper
 

25-09-18, 21:51 #6
Faço muito pouca ideia do que acontece na Argentina. As únicas coisas que sei são pelos vídeos de internet (o Slimer postou um deles ali em cima) e um artigo ou outro que esbarro muito de vez em quando.

A última notícia que vi é que prepararam uma possibilidade de resgate com o FMI e isso destruiu de vez a credibilidade do país. (Claro né, tá pensando que nego é burro? Se estão conversando com o FMI é porque estão ferrados)

O Baron não tem nada para te ensinar porque o Baron não se preocupa com você nem com a Argentina.

Baron is offline   Reply With Quote
marconds
PHD em Dota 2
 

25-09-18, 21:59 #7
Poisé
nós com esse problemão no Brasil, quero nem saber da Argentina
temos que arrumar nossa casa primeiro

em tempo... do not feed the troll.

marconds is offline   Reply With Quote
Baron
Trooper
 

25-09-18, 22:42 #8
Revendo esse vídeo eu lembrei que a média histórica da taxa de juros dos EUA é 5% (ele comenta no final). Com os 2% de agora já estão ferrando a América Latrina com a migração de capitais.

América latrina lixo, não produz nada, não tem renda, não tem estrutura, é cheia de burocracia, cheia de comunistinhas exigindo clt e impostos. Depois não consegue competir, nem inovar, não consegue fazer nada.

Mais uma vez a vida da América Latrina está na mão de EUA e Europa. Rezem para os juros deles não subirem muito. E tentem eleger um não-comunista dessa vez.

Baron is offline   Reply With Quote
vegetous
Trooper
 

XFIRE ID: carniceiru
26-09-18, 05:02 #9
Velho quando é que a Argentina saiu da crise?

vegetous is offline   Reply With Quote
SigSnake
Trooper
 

26-09-18, 09:17 #10
O principal problema do Macri la foi o mesmo do Temer aqui

Cortar de uma hora pra outra o amortecimento de preços de uma parte sensivel para a sociedade

Na Argentina ele cortou de uma hora pra outra os subsidios em energia/gas/etc que vinham sendo subsidiados ha decadas pelo governo, isso deu uma puta insatisfacao e piorou a inflacao, que piorou o cambio

No Brasil, mudaram de uma hora pra outra a politica de preços da petrobras, saindo de definido pelo governo para totalmente atrelada ao mercado exterior de uma hora pra outra, o que resultou? na puta greve dos caminhoneiros, e, se caso ela durasse mais umas 2 semanas, essa merda de Brasil ja tinha virado uma venezuela piorada

"Ah, mas sig, entao ta falando que ele devia manter subsidio?"

Sim, mudando aos poucos, e meter o facao em coisas que NAO aumentariam a inflacao e o cambio (principais problemas que o povo sente, e esse povo que mete fogo nas coisas e fazem greve, ai fode de vez, seja a situacao do povo seja a do pais)

Nao da pra sair de 100% subsidio pra 0% em um dia, da merda, como ja visto aqui e la. Tem que ir aos pouquinhos, pra ir laceando e depois mete a piroca. Na real, o corte do subsidios dessas coisas que influem diretamente na inflacao/cambio/insatisfacao popular imediata tem que ser uma das ULTIMAS a serem feitas

Primeiro tem que cortar os gastos inuteis do governo (gasto inutil governo? pleonasmo? ihueshue)
Acabou a gordura interna? Passa a cortar os beneficios da populacao que nao tem repercussao imediata, tipo previdencia, assistencia social, etc

So depois vai pra as medidas que interferem diretamente nos pontos sensiveis

SigSnake is offline   Reply With Quote
WaR WoLf
Trooper
 

26-09-18, 10:00 #11
Sig matou a charada. Foi exatamente isso que aconteceu. Eu ainda penso também que culturalmente os países latinos não tem capacidade para abarcar um estado liberal com interferência mínima do estado. Exemplo: aqui todo cerceamento de direitos trabalhistas é visto como uma oportunidade de diminuir custos para o empresário, não oportunidade para se remunerar melhor os seus bons funcionários (distribuir melhor a renda).

Em um primeiro momento o empresário pula de felicidade, porque com essa sobra dos cortes de salário ele amplia seus aos investimentos: imóveis, títulos de divida, etc, e ele fica com uma segurança de capital.

Contudo existe um problema de ecosistema econômico. Há uma grande diferença entre dar dinheiro pra rico e dar dinheiro pra pobre. O pobre gasta, e gasta com arroz, feijão, geladeira. O rico guarda as sobras em investimentos especulatórios, que não são fontes produtivas (imóvel, tesouro), uma vez que estas são fontes mais seguras de renda que investir em um novo negócio ou expandir.

Por mais que inicialmente acabe parecendo que as medidas liberais tornaram o país mais competitivo, o que ocorre é que gradativamente a população base perde o poder de compra. Boa parte da produção industrial da América Latina é consumida localmente. Quem produz o feijão, o arroz e a geladeira é o rico, mas quem consome é o pobre. Se o pobre não tem para gastar, as vendas despencam. Se despencam as vendas o empresário é obrigado a resgatar suas economias e investimentos. Pronto, você fodeu o ecosistema.

Nos EUA você consegue tirar 10mil USD mês sendo pedreiro, sem nem falar a lingua local, trabalhando que nem um condenado. Isso é um país liberal. Max Weber foi brilhante em destacar a importância da cultura protestante, que valoriza o trabalho, para a formação do capitalismo. Se você não valoriza o trabalho (não só o seu, mas o trabalho de todo mundo) dificilmente seu país terá sucesso como um estado liberal.


Last edited by WaR WoLf; 26-09-18 at 10:05..
WaR WoLf is offline   Reply With Quote
Chronos
Caldas
 

PSN ID: lschronos2 Steam ID: lschronos
26-09-18, 10:39 #12
Fudeu... E eu tô indo pra Buenos Aires em novembro. Alguma chance da crise ser resolvida em 1 mês?

Chronos is offline   Reply With Quote
percezione
Trooper
 

Steam ID: brunorei
26-09-18, 10:40 #13
Quote:
Postado por WaR WoLf Mostrar Post
Sig matou a charada. Foi exatamente isso que aconteceu. Eu ainda penso também que culturalmente os países latinos não tem capacidade para abarcar um estado liberal com interferência mínima do estado. Exemplo: aqui todo cerceamento de direitos trabalhistas é visto como uma oportunidade de diminuir custos para o empresário, não oportunidade para se remunerar melhor os seus bons funcionários (distribuir melhor a renda).

Em um primeiro momento o empresário pula de felicidade, porque com essa sobra dos cortes de salário ele amplia seus aos investimentos: imóveis, títulos de divida, etc, e ele fica com uma segurança de capital.

Contudo existe um problema de ecosistema econômico. Há uma grande diferença entre dar dinheiro pra rico e dar dinheiro pra pobre. O pobre gasta, e gasta com arroz, feijão, geladeira. O rico guarda as sobras em investimentos especulatórios, que não são fontes produtivas (imóvel, tesouro), uma vez que estas são fontes mais seguras de renda que investir em um novo negócio ou expandir.

Por mais que inicialmente acabe parecendo que as medidas liberais tornaram o país mais competitivo, o que ocorre é que gradativamente a população base perde o poder de compra. Boa parte da produção industrial da América Latina é consumida localmente. Quem produz o feijão, o arroz e a geladeira é o rico, mas quem consome é o pobre. Se o pobre não tem para gastar, as vendas despencam. Se despencam as vendas o empresário é obrigado a resgatar suas economias e investimentos. Pronto, você fodeu o ecosistema.

Nos EUA você consegue tirar 10mil USD mês sendo pedreiro, sem nem falar a lingua local, trabalhando que nem um condenado. Isso é um país liberal. Max Weber foi brilhante em destacar a importância da cultura protestante, que valoriza o trabalho, para a formação do capitalismo. Se você não valoriza o trabalho (não só o seu, mas o trabalho de todo mundo) dificilmente seu país terá sucesso como um estado liberal.
Boa WW! Sua explicação faz mais sentido.
A dos caras aí q dizem q cortou pouco e cortou gradativamente e esse foi o erro, tão de zoeira né?

Eu não sou contra medidas de austeridade, economia liberal, nada disso. O problema é q vcs acreditam q é só chegar um Paulo Guedes da vida, meter o facão e em 1 ano o Brasil será o paraíso liberal.

Não existe solução fácil, nem receita de bolo.

Enviado de meu Moto Z2 Play usando o Tapatalk

percezione is offline   Reply With Quote
Zedd
Trooper
 

26-09-18, 10:44 #14
O problema da Argentina começou antes de 2000, se bobear MUITO antes.
Quando Peron nacionalizou um monte de coisa fez do jeito errado e deu merda;

qdo o bobão lá que fodeu com o dólar privatizou de novo fez do jeito errado e deu merda;

e mais recentemente a Kirchner (seja lá o que tenha acertado ou errado) tomou boicote da maior classe produtora do país... não tem como salvar um governo assim sem queimar alguma coisa. Assim como a Dilma podia ser a maior estatista da história do universo e não teria segurado o Brasil lá em cima com a crise de commodities.

A Kirchner resolveu que pra salvar o governo ia queimar a porra toda. Tipo a Dilma tentou mas tomou esse "golpe político" do PMDB. O maior fã do PT deve admitir que das duas, a gente saiu melhor

O Macri é vítima da inércia e principalmente das bobagens que os governos anteriores fizeram. A Argentina no melhor dos seus dias é no máximo tão bem governada quanto o Brasil.

Olha o nível da tristeza: nós somos o teto de qualidade em governo da região. (Fora o Uruguai, mas com 5 milhoes de pessoas até eu jogando SimCity governo)

Zedd esta conectado agora   Reply With Quote
SigSnake
Trooper
 

26-09-18, 10:44 #15
Só discordo da parte dos "investimentos dos ricos" WW, se os ricos comprarem imóveis e títulos nacionais, são fontes produtivas sim
Quem faz imóvel é pobre e os títulos são para o governo, que, pelo menos uma parte do orçamento, vai para pobre

Se o dinheiro dos ricos for "para fora", aí sim, mas no exemplo de imóveis e títulos, esse fica aqui e são fontes produtivas sim

Zedd, o teto de qualidade da região é o Chile

SigSnake is offline   Reply With Quote
Never Ping
Trooper
 

Gamertag: Willian Braga XFIRE ID: neverping Steam ID: neverping
26-09-18, 10:51 #16
Eu concordo com o WarWolf e o Sig.

Eu acho que o que aconteceu na Argentina pode ocorrer também no Brasil se o Bolsonaro, quando eleito, promover o "liberalismo" econômico.

O Brasil mau soube lidar com a PEC das empregadas...

Never Ping is offline   Reply With Quote
vegetous
Trooper
 

XFIRE ID: carniceiru
26-09-18, 11:17 #17
Quote:
Postado por Chronos Mostrar Post
Fudeu... E eu tô indo pra Buenos Aires em novembro. Alguma chance da crise ser resolvida em 1 mês?
Você vai trampar, morar ou passar férias lá?

Nos dois primeiros casos você tá fodido, no terceiro GG!

vegetous is offline   Reply With Quote
WaR WoLf
Trooper
 

27-09-18, 03:33 #18
Quote:
Postado por SigSnake Mostrar Post
Só discordo da parte dos "investimentos dos ricos" WW, se os ricos comprarem imóveis e títulos nacionais, são fontes produtivas sim
Quem faz imóvel é pobre e os títulos são para o governo, que, pelo menos uma parte do orçamento, vai para pobre

Se o dinheiro dos ricos for "para fora", aí sim, mas no exemplo de imóveis e títulos, esse fica aqui e são fontes produtivas sim

Zedd, o teto de qualidade da região é o Chile
Sig não tanto. São investimentos que visam a especulação mobiliária, o lucro sobressalente não é resultado de benfeitorias realizadas pelo proprietário no imóvel, mas sim aumento de valor de solo urbano. Um apartamento custou 100 mil para ser produzido e é vendido por 150 mil de margem de lucro pela construtora. De 150 mil para 200 mil ocorrido em uma segunda venda ou aluguel, por exemplo, que é considerado lucro de especulação imobiliária. Você de fato não produziu nada e ainda sim retirou renda.

Esse é um exemplo mais simples para ilustrar a questão. Quando a gente fala em especulação imobiliária nível hard - que é o que caras com dinheiro fazem - os investidores adquirem terras nas glebas (porções limítrofes do espaço urbano que ainda são consideradas terras rurais). O custo da terra rural é X, se a Prefeitura fizer expansão do solo urbano no recorte da gleba adquirida pelo investidor o valor pode chegar a 15X, especialmente se ele fizer o loteamento e construir projetos imobiliários. É nessas negociações que os vereadores fazem seu pé de meia. Pelo Estatuto das Cidades são eles que votam o Plano Diretor, e é no plano diretor que se demarca os pontos de expansão da cidade. Se eles não demarcam as terras deles próprios para expansão, o fazem em favor de outro, conhecido por lobista imobiliário, recebendo comissionamento por isso. Ainda que seja um acerto a médio prazo, porque não se realiza um plano diretor da noite pro dia, esta é uma das formas mais comuns de se conseguir muito dinheiro com investimento imobiliário e uma das formas mais comuns de se fazer dinheiro com política.

Já viu aqueles filmes americanos em que um cowboy atira para matar uma caça, erra o alvo acertando o chão, e vê que do buraco da bala começa verter um liquido preto... e na próxima cena vemos aquele sujeito néscio se transformar em um milionário do petróleo? Esta é a versão brasileira disso.

O que faz o valor de X da área rural - determinado pelo tanto de grãos ou pasto que ela produz - saltar para 15X é basicamente a transformação para solo urbano e os investimentos em infraestrutura que a prefeitura faz no terreno do investidor. Ou seja: a valorização do imóvel se dá única e exclusivamente pela utilização do dinheiro de imposto para construir rede de esgoto, asfalto, adicionar linhas de ônibus, etc. Quem investe é o governo, quem recolhe os frutos é o investidor.

Em cidades como São Paulo, onde se há crise de disponibilidade de solo urbano para habitação, isso é muito intenso e dá muito dinheiro. É por isso que Geraldo Alkmin, médico não praticante e que iniciou carreira ainda jovem como vereador de Pindamonhengaba, tem uma casa de dois quarteirões na cidade de São Paulo. É por isso que o Serra é milionário tendo o seguinte histórico: filho de feirantes, passou em engenharia e foi líder de movimento estudantil, teve que se exilar no Chile antes de completar o curso na USP, estudou na universidade do Chile até o golpe militar de Pinochet. Exilou-se nos EUA e estudou na universidade de Cornell. Ele nunca fez outra coisa senão política. O mesmo vale para Suplicy e muitos outros.

Muitos imóveis ficam vazios aguardando valorização, especialmente terrenos sem construção em regiões centrais ou em bairros de amplo crescimento demográfico. Em 2010 o IBGE levantou que existem mais casas vazias do que famílias sem moradia em São Paulo. São 290 mil imóveis que não são habitados para 130 mil famílias que não têm onde morar. Imaginando que o poder público investe em saneamento, transporte e infraestrutura para que as pessoas possam usufruir do solo urbano e tenham qualidade de vida, isso acaba virando um baita problema. A população acaba se deslocando para regiões cada vez mais afastadas do centro da cidade, sendo ocupações irregulares elas geralmente não possuem infraestrutura nenhuma (escolas, hospitais, supermercados, transporte, saneamento, etc) e estão extremamente afastadas de onde trabalham.

Observação: quando falamos em casas vazias não pense que a largo modo sejam imóveis que não conseguem ser alugados devido a crise. Ainda que algum percentual seja de entre-safra de aluguéis, boa parte são as famosas "casas de cachorro": edificações incapazes de abrigar um ser humano de estatura normal construídas com o único intuito de burlar a lei.

Isso acontece porque a Constituição Brasileira tenta barrar esse tipo de especulação imobiliária. Ainda que exista o direito à propriedade privada no Brasil este conceito é relativizado pelo instituto da função social da propriedade (o mesmo ocorre em países europeus). Isso significa que o solo urbano (e rural) deve ser usufruído ao máximo pela população, manter imóveis vazios é desperdiçar recursos públicos de infraestrutura. Deste modo a lei coloca que a prefeitura pode "multar" terrenos baldios em área urbana aplicando IPTU progressivo, por exemplo, até que o proprietário edifique e cumpra o objetivo social da propriedade. Por isso investidores passaram a construir casinhas de cachorro, ou casas com paredes de papelão, justamente para não sofrerem aumento gradativo de IPTU a um ponto do valor de imposto ser maior que o lucro especulatório pretendido. Outra maracutaia comum é plantar hortaliças, milho, soja, ou qualquer outra coisa no terreno; pequenas propriedades rurais dentro de solo urbano não se sujeitam ao aumento de IPTU em boa parte das leis orgânicas das cidades. Os vizinhos adoram porque os especuladores geralmente criam "hortas comunitárias", e ninguém imagina que na realidade estão é pondo na bundinha deles.

Art 5o XXIII - a propriedade atenderá a sua função social;

Art. 182. A política de desenvolvimento urbano, executada pelo Poder Público municipal, conforme diretrizes gerais fixadas em lei, tem por objetivo ordenar o pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e garantir o bem- estar de seus habitantes.

§ 4º É facultado ao Poder Público municipal, mediante lei específica para área incluída no plano diretor, exigir, nos termos da lei federal, do proprietário do solo urbano não edificado, subutilizado ou não utilizado, que promova seu adequado aproveitamento, sob pena, sucessivamente, de:

I - parcelamento ou edificação compulsórios;

II - imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana progressivo no tempo;

III - desapropriação com pagamento mediante títulos da dívida pública de emissão previamente aprovada pelo Senado Federal, com prazo de resgate de até dez anos, em parcelas anuais, iguais e sucessivas, assegurados o valor real da indenização e os juros legais.

Art. 183. Aquele que possuir como sua área urbana de até duzentos e cinqüenta metros quadrados, por cinco anos, ininterruptamente e sem oposição, utilizando-a para sua moradia ou de sua família, adquirir-lhe-á o domínio, desde que não seja proprietário de outro imóvel urbano ou rural.


A lei específica (Estatuto das Cidades) também estipula que aquele que teve valorização do imóvel por intermédio de investimentos públicos deve retribuir ao poder público o rendimento. A lógica é que sendo o responsável e custeador da benfeitoria que valoriza o imóvel é a Prefeitura, não o proprietário do imóvel, nada mais justo que parte ou totalidade deste valor retorne aos cofres públicos. Contudo isso raramente acontece, só virou improbidade administrativa do Prefeito não realizar programas de retribuição de valorização de imóveis em 2016, se não me engano.

CURIOSIDADE:
Um levantamento usando a plataforma geosampa (que lista todas as propriedades que pagam IPTU em São Paulo e seus respectivos proprietários) concluiu que 1% dos donos de imóveis detém 45% do capital imobiliário da cidade. São R$ 749 bilhões em casas, apartamentos, terrenos e outros bens registrados no nome de 22,4 mil proprietários. E se não me engano (não encontrei a fonte de onde li isso) se fossemos contar por sobrenome esses 22,4 mil proprietários cairiam para menos de 500 famílias. Fizeram até um ranking:
O empresário João Carlos Di Genio, fundador do Grupo Objetivo e da Universidade Paulista (Unip), uma das maiores instituições
educacionais do país, tem mais de R$ 1 bilhão em imóveis. O segundo no ranking é o empresário Hugo Eneas Salomone, fundador da Construtora e Imobiliária Savoy, que tem 66 anos de história e é proprietário de pelo menos 180 mil m2, dos quais 93 mil m2 no centro da cidade. Dentre eles, o Shopping Aricanduva, Shopping Central Plaza, Shopping Interlagos, Galeria Olido e grande parte do Conjunto Nacional. Em terceiro lugar no ranking, está o espólio da mãe do deputado federal Paulo Maluf (PP), ex-prefeito e ex-governador, e o empresário Alécio Pedro Gouveia, um dos donos da rede de supermercados Andorinha. Seus 19 imóveis valem quase R$ 450 milhões. Entre eles há terrenos e galpões que pertenciam à Eucatex, empresa fundada por
Salim Maluf, pai do ex-prefeito[6] O acesso aos dados permitiu também à imprensa chegar a informações inesperadas. O desembargador José Antônio de Paula Santos Neto, com salário de R$ 30.471,11 além de receber auxílio-moradia, tem 60 imóveis registrados em seu nome na base do IPTU. Seu patrimônio
inclui apartamentos em bairros valorizados da capital paulista, como Bela Vista, Perdizes, Pacaembu, Cerqueira Cesar, Higienópolis e
Morumbi[7].


Last edited by WaR WoLf; 27-09-18 at 03:44..
WaR WoLf is offline   Reply With Quote
Zedd
Trooper
 

27-09-18, 11:04 #20
Quote:
Postado por SigSnake Mostrar Post
Só discordo da parte dos "investimentos dos ricos" WW, se os ricos comprarem imóveis e títulos nacionais, são fontes produtivas sim
Quem faz imóvel é pobre e os títulos são para o governo, que, pelo menos uma parte do orçamento, vai para pobre

Se o dinheiro dos ricos for "para fora", aí sim, mas no exemplo de imóveis e títulos, esse fica aqui e são fontes produtivas sim

Zedd, o teto de qualidade da região é o Chile

Pode ser, mas leve-se em consideração que o Chile é muito menor que Brasil, Colombia, Peru, Argentina, etc. (e quanto menor mais fácil de fazer política econômica estável); que ainda é escravo de exportação extrativista que nem o resto da patota (e portanto suscetível a crise internacional de consumo); e que a previdencia deles é tão problemática quanto a nossa, com o mesmo problema da populacao estar perto de 'envelhecer'

Infelizmente dentre os 'grandes' o Brasil é teto de qualidade em várias coisas, mesmo, pra ver quão preta é a situação dessa américa do sul véia sem porteira

N sei número mas chutaria que a emigração sulamericana para o Brasil é maior do que do Brasil pra esses outros países, Chile incluso

Zedd esta conectado agora   Reply With Quote
percezione
Trooper
 

Steam ID: brunorei
07-04-19, 15:12 #21
A inflação, que fechou o ano passado em alta de 47,6%, tem sobre o cotidiano efeito parecido ao visto na Venezuela. É preciso carregar um montão bilhetes na carteira para fazer compras simples —até porque, muitos estabelecimentos, por causa da desvalorização do peso, não aceitam cartões de crédito, mas apenas débito ou pagamento à vista.

https://www1.folha.uol.com.br/mercad...conomico.shtml

percezione is offline   Reply With Quote
percezione
Trooper
 

Steam ID: brunorei
07-04-19, 15:13 #22
O Macri deve ter enfiado a mão invisível no cu

percezione is offline   Reply With Quote
osterne
Trooper
 

07-04-19, 18:23 #23
Só agora lendo o tópico e logando para agradecer as informações aqui.
Nunca tinha parado para pensar nos conceitos de especulação imobiliária nesse nível e nem sobre como as medidas intervencionistas do estado podem ser diferentes em outras culturas.

osterne is offline   Reply With Quote
yahoo!?
Trooper
 

Steam ID: STEAM_0:0:3711915
07-04-19, 20:29 #24
Quote:
Postado por osterne Mostrar Post
Só agora lendo o tópico e logando para agradecer as informações aqui.
Nunca tinha parado para pensar nos conceitos de especulação imobiliária nesse nível e nem sobre como as medidas intervencionistas do estado podem ser diferentes em outras culturas.
idem

caralho ww, que aula

yahoo!? esta conectado agora   Reply With Quote
Never Ping
Trooper
 

Gamertag: Willian Braga XFIRE ID: neverping Steam ID: neverping
08-04-19, 04:02 #25
War Wolf falou pouco, mas falou bonito.

[SPOILER]mentira, li sim

Never Ping is offline   Reply With Quote
percezione
Trooper
 

Steam ID: brunorei
08-04-19, 17:28 #26
WW leva o Boulous pra casa!

percezione is offline   Reply With Quote
tdf
 

Steam ID: tdf
11-04-19, 09:59 #27
Acho que nossa política externa em relação à Argentina é construir o muro logo antes que comecem a vir aqui roubar nossas bananas.

tdf is offline   Reply With Quote
Responder

Thread Tools

Regras de postagem
Você não pode criar novos tópicos
Você não pode postar
Você não pode enviar anexos
Você não pode editar seus posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Atalho para Fóruns



O formato de hora é GMT -2. horário: 14:53.


Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2019, Jelsoft Enterprises Ltd.
User Alert System provided by Advanced User Tagging (Lite) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.