Darkside  

Voltar   Darkside > Darkside > Comunidade

Responder
 
Thread Tools
vitorueda
Trooper
 

PSN ID: vitormasao
26-09-14, 15:29 #76
Estamos falando da realidade brasileira ou mundial?





vitorueda is offline   Reply With Quote
snake
Trooper
 

26-09-14, 15:57 #77
Como autor do tópco eu repito o que escrevi no post inicial: eu to falando a nível de Brasil.

Não lembro quem aqui nesse tópico resumiu bem o que eu acho: a diferenciação até existe, mas não é nem de longe tão feia como pintam.

Sobre a questão de emprego, bom, na minha área (medicina) é exatamente o contrário: quem tá se formando tá sendo OBRIGADO a prestar serviço militar como médico, mesmo quem passou direto na residência. Mas claro, só os homens né...

Alguns vídeos que podem ser interessantes:




snake is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

26-09-14, 16:11 #78
Nada ver snake. Todo mundo sabe que mulher ganha menos e é por isso que homem não acha emprego. Pq as empresas preferem contratar mulher pra fazer a mesma coisa pagando menos... Soo old news...

Mas to com o baron. Fizemos outro tópico desses e não tem pq começar do zero de novo. Se tiverem novas evidências que apareceram após aquele tópico que mostrem algo, por favor postem...

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
haz
Trooper
 

26-09-14, 16:15 #79
esses vídeos são tão válidos como qualquer outra postagenzinha de facebook lol

haz is offline   Reply With Quote
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
26-09-14, 16:40 #80
Quote:
Postado por Annia Walker Mostrar Post
Sim galera, sobre os salários, a ONU, todas as pesquisas e iniciativas mundiais governamentais e acadêmicos estão errados porque vocês perguntaram a meia dúzia de conhecidos e viram vídeos na internet que contradizem todos os estudos.
na realidade nao estao errados, sao numeros calculados pela media comparando pessoas em momentos diferentes da carreira. No mais, caso vc venha a ser uma pessoa prejudicada é so processar, nossa lei é bem clara sobre isso:

http://www.conjur.com.br/2010-ago-16...terio-objetivo
http://www.artclt.com.br/2008/06/13/artigo-461/

Jeep is offline   Reply With Quote
snake
Trooper
 

26-09-14, 17:16 #81
Quote:
Postado por haz Mostrar Post
esses vídeos são tão válidos como qualquer outra postagenzinha de facebook lol
Não falei que concordo 100% com os vídeos, mas tem uns dados interessantes até.

Eu não lembro desse tópico antigo, vou dar uma procurada
Eu abri esse mais por desabafo mesmo, pq não aguento mais falarem que tudo é machismo

snake is offline   Reply With Quote
maurocool
 

PSN ID: maurocool-maurasia Steam ID: maurocool
26-09-14, 17:18 #82
já mataram a pau qdo disseram que machismo = ruim e feminismo = bom

maurocool is offline   Reply With Quote
Baron
Trooper
 

26-09-14, 17:22 #83
Não critiquei o fato de você ter aberto outro tópico, mas sim o fato de absolutamente nada ter mudado do tópico antigo para este aqui. Parece que toda informação e discussão passadas foram jogadas no lixo.

Evolução zero do pessoal.

A real é que essas feministas deveriam empregar a energia que têm em alguma coisa produtiva e não em fazer pressão para ganhar mais direitos que os outros. Isso seria uma grande ajuda à humanidade e muito mais ético.


Last edited by Baron; 26-09-14 at 17:28..
Baron is offline   Reply With Quote
maurocool
 

PSN ID: maurocool-maurasia Steam ID: maurocool
26-09-14, 17:25 #84
quais foram as bobagens sem sentido?

maurocool is offline   Reply With Quote
Hobbes
Trooper
 

26-09-14, 18:09 #85
Quote:
Postado por Hobbes Mostrar Post
Mais um caso em que um homem é a vítima.
Quote:
Postado por haz Mostrar Post
homofobia, machismo e apologia à violência

nada a ver com a relação de gêneros nem com sexismo, muito menos com o tópico

malz
"Se você estiver sério pra ler (...)" - Dolabella, Dado (2003)

... vai perceber que eu não disse em nenhum momento que não existe opressão contra mulheres ou gays (homens ou mulheres) de forma geral, mas apontei casos de "machismo" (ou sexismo ou puramente preconceito e intolerância que eu considero termos mais adequados) onde os diretamente prejudicados são homens, como na reportagem que você postou, e só.

Hobbes is offline   Reply With Quote
Blazed
Trooper
 

26-09-14, 18:44 #86
Quote:
Postado por Annia Walker Mostrar Post
Sim galera, sobre os salários, a ONU, todas as pesquisas e iniciativas mundiais governamentais e acadêmicos estão errados porque vocês perguntaram a meia dúzia de conhecidos e viram vídeos na internet que contradizem todos os estudos.
Quer dizer que já passamos do problema com trans? ok.

Gostaria que voce falasse o que acha sobre o salário maternidade e sobre a equiparação em concursos públicos.

Lembrando que pra entrar, quando tem a prova fisica, mitigam exigencias pra mulheres, pq a constituição fisica É mais frágil em regra. O que não impediria isto de acontecer:

http://www.olympic.org/olympic-resul...ifting/-75kg-w
http://www.olympic.org/olympic-resul...ifting/-75kg-w
http://www.olympic.org/olympic-resul...0731-170357506

Então, o feminismo - como é hoje - seria um Coubert, ou um lindo Dali?

Blazed is offline   Reply With Quote
StingraY
Trooper
 

Steam ID: FAButzke
26-09-14, 18:45 #87
Hobbes, eu acho que estamos falando a mesma língua mas não estamos nos entendendo. Você é contra o feminismo, certo? (Sim, aquele feminismo radical do qual falei antes).
Você é contra o machismo, certo? (Aquele machismo onde o homem é o superior em relação a mulher em tudo)

Então, pelo que pude entender, o que você está dizendo é que, assim como o feminismo, o machismo também não necessariamente é ruim. É mais ou menos isso?
Por que, para não complicarmos muito, assumimos que Feminismo = Bad, Machismo = Bad e Igualitarismo = Good? Atualmente, na sociedade o conceito de igualitarismo é praticamente inexistente. O que temos hoje é aquilo que mencionei antes: Machismo é algo repugnante e feminismo algo louvável.

StingraY is offline   Reply With Quote
u0165
Trooper
 

26-09-14, 18:50 #88
pessoal, vcs conhecem o masculinismo? é basicamente o outro lado da moeda do feminismo. sobre a opressão que os homens sofrem com os padrões e etc etc etc
é muito bacana.
infelizmente eu ainda não tive muito tempo de ler, mas tenho até um livro em pdf comigo. se alguém se interessar, eu envio!

machismo é outra coisa.

u0165 is offline   Reply With Quote
u0165
Trooper
 

26-09-14, 18:51 #89
e o masculinismo nada tem a ver com a opressão dos homens pelas mulheres e sim pela cultura e afins. assim como feminismo atual não é mais sobre o patriarcado (e assim algumas heranças dele).
lembrando também que essas heranças do patriarcado também oprimem os homens, de acordo com o masculismo (e eu concordo).

u0165 is offline   Reply With Quote
maurocool
 

PSN ID: maurocool-maurasia Steam ID: maurocool
26-09-14, 19:01 #90
esse negócio de masculinismo soa como resposta ao feminismo. não acho que uma mulher encontre um cara no tinder que se diga masculinista.

aliás, uma feminista me deu match no tinder só pra me xingar por eu ter uma foto com uma camiseta escrito PUTA (zuando o símbolo da Puma)

maurocool is offline   Reply With Quote
u0165
Trooper
 

26-09-14, 19:21 #91
não. eu mesma disse que não tem a ver com opressão de homens por mulheres, obviamente n tem nada a ver com opressão dos homens por feministas ou feminismo. não em essência. talvez até tenha algo sobre isso em algum lugar, mas eu não saberia dizer.

u0165 is offline   Reply With Quote
rockafeller
Chief Rocka
 

26-09-14, 20:14 #92
Masculinismo de cu é rola.

rockafeller is offline   Reply With Quote
serjaum
Master Chief
 

Gamertag: serjaum
26-09-14, 20:30 #93
o termo masculinismo foi inventado para que as mulheres nao se sintam tao bobas

olha so...eles tb tem um movimento

serjaum is offline   Reply With Quote
snake
Trooper
 

26-09-14, 21:23 #95
valeu pintel!

snake is offline   Reply With Quote
Hobbes
Trooper
 

27-09-14, 00:07 #96
Quote:
Postado por StingraY Mostrar Post
Hobbes, eu acho que estamos falando a mesma língua mas não estamos nos entendendo. (...)
Então, pelo que pude entender, o que você está dizendo é que, assim como o feminismo, o machismo também não necessariamente é ruim. É mais ou menos isso?
Não é bem isso, eu quis dizer que machismo é ruim inclusive para homens.

Hobbes is offline   Reply With Quote
SigSnake
Trooper
 

27-09-14, 08:54 #97
puta que pariu

entrei no topic anterior que o intel postou e lembrei que era o do rini

fechei o topic, a ds, apaguei a luz, ajoelhei e rezei um terço

SigSnake is offline   Reply With Quote
StingraY
Trooper
 

Steam ID: FAButzke
27-09-14, 10:10 #98
Quote:
Postado por Hobbes Mostrar Post
Não é bem isso, eu quis dizer que machismo é ruim inclusive para homens.
E eu concordo. Estou dizendo a mesma coisa, só que em relação ao feminismo.
Tá cheio de "feminista" por aí que defende "direitos iguais" mas não admite que o homem não deixe ela entrar primeiro no elevador. Trabalhei com algumas e vi tantas outras comentando pelas costas depois do cara sair.

Engraçado foi o dia que, pra ver o circo pegar fogo, eu joguei no ar a ideia de que durante um naufrágio, nada de "mulheres e crianças primeiro". Precisava ver o alvoroço. Hahaha...

Outro dia, pra trocar a bombona de água, decidi fazer um experimento. Como elas sempre tomavam uns 19 litros dos 20 do galão (sempre com uma garrafinha o dia todo do lado da mesa, enchendo a cada 2 horas), achei que "não era justo" os marmanjos sempre terem que trocar o galão, sendo que quase todas não perdiam a oportunidade de atestar a sua superioridade através do "girl power!". Então... Eu fui lá, tirei o galão vazio, limpei o cheio, abri e disse: Beleza, agora é com vocês. Não entenderam de imediato e o galão ficou lá no meio da sala. Algumas foram pegar água do banheiro (!!!), outras passaram sede, até que, no meio da tarde alguém se revoltou: "Sim, não tem homem nessa sala???"

Em outra ocasião, eu mencionei o quanto elas dependiam do namorado/marido/ficante como chofer. 'Zero' delas possuíam algum meio de condução próprio (mesmo todas tendo carteira de motorista). Perguntei o por que, e a resposta foi exatamente a que eu esperava: "Enquanto tem alguém que faça isso por mim, não preciso." É engraçado porque eu ia trabalhar de ônibus e, no próprio ônibus, eu via INÚMERAS gurias/mulheres levando capacete com elas. O que, significa, que o comportamento que eu observei no ambiente de trabalho, não eram de casos isolados.

Qual é a conclusão que eu tiro disso? Que as chamadas "feministas" não veem os homens como nada mais além de escravos/serviçais. Eu conheci/conheço pouquissimas mulheres que são verdadeiras igualitárias. Uma inclusive faz o papel de "homem" (aspas por razões óbvias), levando o namorado de moto pra lá e pra cá (quando se conheceram ele tinha batido e ficou sem por um ano). Essa eu fiz questão de elogiar e parabenizar. É mais fácil você encontrar um cara que não discrimina, do que uma mulher.

StingraY is offline   Reply With Quote
NITRO
Trooper
 

28-09-14, 22:24 #99
Aluna da UFMG se revolta com colegas por música sexista em BH

'Não é estupro, é sexo surpresa' faria parte de um dos versos. Estudante denunciou o caso em uma rede social.

 


Músicas que teriam sido cantadas por integrantes da bateria do curso de engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), no último sábado (20), na Savassi, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, estão gerando polêmica na internet.

Segundo publicação feita pela estudante Luisa Turbino, em uma rede social, uma das letras dizia: "Não é estupro, é sexo surpresa". Ela faz mestrado em direito na universidade.

"No sábado, eu, meu namorado e dois amigos estávamos em um bar na Savassi quando percebemos um grupo de jovens que estava falando muito alto. Por volta das 21h30, pelo menos 30 pessoas se juntaram a eles. Aí, começaram a cantar musicas machistas, enfim, as mais deploráveis possíveis. Mas quando eles começaram: 'Não é estupro, é sexo surpresa', nós nos levantamos e fomos embora", contou a estudante.

Segundo ela, o verso foi entoado por pouco mais de um minuto e nem todos estavam cantando, mas poucas pessoas que estavam no bar se indignaram.

O capitão da chamada Bateria Engrenada da Associação Atlética da Escola de Engenharia da UFMG, Bruno Saúde, admitiu que ficou sabendo das músicas mas não presenciou ninguém cantando.

"Nós fizemos um show em um evento na Savassi e decidimos fazer uma confraternização no bar. Eu cheguei meia hora depois. Me disseram que houve estas músicas, mas no tempo em que fiquei lá, não teve nada disso", contou o estudante. Segundo ele, os versos não fazem parte do repertório da banda e não foram escritos por nenhum componente dela.

A Bateria Engrenada da Associação Atlética da Escola de Engenharia da UFMG tem cerca de cem integrantes. Pouco mais de 30 participaram do encontro na Savassi, de acordo com Bruno.

A UFMG divulgou nota, informando que "desaprova qualquer tipo de comportamento discriminatório, seja ele de caráter machista, sexista, racista, homofóbico, entre outros que desrespeitem a dignidade humana". Ainda segundo a universidade, desde maio, uma resolução proíbe os trotes estudantis, como aqueles que evidenciam práticas discriminatórias.

A estudante Luisa Turbino disse que postou o caso na internet para que questões como esta sejam discutidas dentro das universidades. "Infelizmente, isso é muito comum dentro do ambiente acadêmico. Mas acho que isto não representa a maioria dos alunos", desabafou.

Ela contou que não chegou a procurar a polícia para formalizar uma denúncia, mas avalia com algumas pessoas se vai tomar mais alguma medida.

http://g1.globo.com/minas-gerais/not...sta-em-bh.html

NITRO is offline   Reply With Quote
sibs
Trooper
 

29-09-14, 02:25 #100
Quote:
Postado por Annia Walker Mostrar Post
Sim galera, sobre os salários, a ONU, todas as pesquisas e iniciativas mundiais governamentais e acadêmicos estão errados porque vocês perguntaram a meia dúzia de conhecidos e viram vídeos na internet que contradizem todos os estudos.
Você sabe que não é pq existe um estudo que X coisa é verdade né, já que existem N estudos contraditorios, você tem que analisar o estudo e ver se todos fatores são analisados e se o estudo não comete nenhum erro basico de estastistica (tipo falta de random sampling). Fora isso uma diferença nos salários entre os sexos é esperada já que o sexos são diferentes, tem interesses diferentes.

O número mais citado por feministas é que a mulher ganha 0.77c pra cada dollar que o homem ganha que é completamente besteira pois:

1) Não leva em consideração quantas horas um homem trabalha vs quantas horas uma mulher trabalha. (Sim homens trabalham mais e fazem trabalhos mais perigosos)
2) escolhas de profissão
3) escolhas de vida

Só isso deveria completamente invalidar o estudo e ninguem devia repetir mais essa figura.

Dat being said...

Existe sim discriminação contra mulher em 2014 em alguns campos, e existem estudos adequadamente conduzidos que provam isso.

sibs is offline   Reply With Quote
Zedd
Trooper
 

Default Feminismo atualmente

29-09-14, 05:57 #101
Concordo que tem diferencas e quenas vezes a diferenca favorece um lado ou outro. Só que é inegável que achamos que 100% dos empregos podem ser exercidos por homem, e menos do que isso por mulher.

O onus da grqvidez (ou risco de gravidez) é o principal suspeito nessa coisa dos salários serem diferentes. Nao pode ser assim, espero que todos concordem

Zedd is offline   Reply With Quote
sibs
Trooper
 

29-09-14, 06:08 #102
Quote:
Postado por Zedd Mostrar Post
Concordo que tem diferencas e quenas vezes a diferenca favorece um lado ou outro. Só que é inegável que achamos que 100% dos empregos podem ser exercidos por homem, e menos do que isso por mulher.

O onus da grqvidez (ou risco de gravidez) é o principal suspeito nessa coisa dos salários serem diferentes. Nao pode ser assim, espero que todos concordem
O principal fator é a escolha de profissão de longe nos paises desenvolvidos, mas tudo contribui.

Homem trabalha mais (9 horas a mais por semana, o estudo dos 0.77c não leva em conta lulz).
Se sacrifica mais, em horarios e risco, disposto a viajar mais etc...
Escolhe profissões que pagam mais, mesmo dentro do campo, por exemplo em medicina os homens médicos escolhem coisa que tem mais pressão e pagam mais por consequência.

Eu vi 3 estudos bem conduzidos que provavam descriminação um deles mandava curriculos iguais e o homem era proposto um salário maior.

O problema do feminismo e provavelmente do "masculinismo" é que são movimentos miopicos, só querem corrigir o que é ruim pro lado deles, a verdade é que mulher tem muitas vantagens e não apenas desvantagens, eu acho engraçado que quando feministas em geral querem falar das vantagens que as mulheres tem, vem aquela racionalização tosca "ai mulher recebe 60% tempo a menos na prisão pq somos vistas como fracas etc" , só que os 2 lados podem racionalizar as vantagens desse jeito para parecer que são vitimas eternas.

sibs is offline   Reply With Quote
tdf
 

Steam ID: tdf
29-09-14, 07:00 #103
6 são chatos pra caralho, em?

tdf is offline   Reply With Quote
serjaum
Master Chief
 

Gamertag: serjaum
29-09-14, 11:12 #104
Quote:
Postado por NITRO Mostrar Post
Aluna da UFMG se revolta com colegas por música sexista em BH

'Não é estupro, é sexo surpresa' faria parte de um dos versos. Estudante denunciou o caso em uma rede social.

[IMAGEM]

Músicas que teriam sido cantadas por integrantes da bateria do curso de engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), no último sábado (20), na Savassi, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, estão gerando polêmica na internet.

Segundo publicação feita pela estudante Luisa Turbino, em uma rede social, uma das letras dizia: "Não é estupro, é sexo surpresa". Ela faz mestrado em direito na universidade.

"No sábado, eu, meu namorado e dois amigos estávamos em um bar na Savassi quando percebemos um grupo de jovens que estava falando muito alto. Por volta das 21h30, pelo menos 30 pessoas se juntaram a eles. Aí, começaram a cantar musicas machistas, enfim, as mais deploráveis possíveis. Mas quando eles começaram: 'Não é estupro, é sexo surpresa', nós nos levantamos e fomos embora", contou a estudante.

Segundo ela, o verso foi entoado por pouco mais de um minuto e nem todos estavam cantando, mas poucas pessoas que estavam no bar se indignaram.

O capitão da chamada Bateria Engrenada da Associação Atlética da Escola de Engenharia da UFMG, Bruno Saúde, admitiu que ficou sabendo das músicas mas não presenciou ninguém cantando.

"Nós fizemos um show em um evento na Savassi e decidimos fazer uma confraternização no bar. Eu cheguei meia hora depois. Me disseram que houve estas músicas, mas no tempo em que fiquei lá, não teve nada disso", contou o estudante. Segundo ele, os versos não fazem parte do repertório da banda e não foram escritos por nenhum componente dela.

A Bateria Engrenada da Associação Atlética da Escola de Engenharia da UFMG tem cerca de cem integrantes. Pouco mais de 30 participaram do encontro na Savassi, de acordo com Bruno.

A UFMG divulgou nota, informando que "desaprova qualquer tipo de comportamento discriminatório, seja ele de caráter machista, sexista, racista, homofóbico, entre outros que desrespeitem a dignidade humana". Ainda segundo a universidade, desde maio, uma resolução proíbe os trotes estudantis, como aqueles que evidenciam práticas discriminatórias.

A estudante Luisa Turbino disse que postou o caso na internet para que questões como esta sejam discutidas dentro das universidades. "Infelizmente, isso é muito comum dentro do ambiente acadêmico. Mas acho que isto não representa a maioria dos alunos", desabafou.

Ela contou que não chegou a procurar a polícia para formalizar uma denúncia, mas avalia com algumas pessoas se vai tomar mais alguma medida.

http://g1.globo.com/minas-gerais/not...sta-em-bh.html
vi essa materia ontem na tv
e vc viu q quem ta comandando a parada contra a musica sao soh as feiona

certeza q eh pq ngm quer pegar elas, nem estuprador

serjaum is offline   Reply With Quote
snake
Trooper
 

29-09-14, 14:43 #105
Quote:
Postado por tdf Mostrar Post
6 são chatos pra caralho, em?
Digo mais, o mundo tá ficando muito chato.

Ao menos na minha opinião esse negócio de "politicamente correto" tá deixando o mundo chato.

(claro que não tô falando que sou a favor do estupro, antes que algum problemático venha falar isso. Me refiro a outras coisas, principalmente no que diz respeito a humor)

snake is offline   Reply With Quote
ircF
Trooper
 

29-09-14, 14:55 #106
posso estar enganado, mas o "contrario" de machismo é femismo ,nao?

Feminismo seria algo mais em prol da igualdade feminina para com o outro genero, e nao considerando-as superiores.

Sendo assim, eu apoio que tanto machismo quanto femismo = ruins e feminismo = bom(ao menos, necessario)..

ircF is offline   Reply With Quote
snake
Trooper
 

29-09-14, 15:05 #107
Pra mim esse feminismo que vejo não prega igualdade nenhuma

snake is offline   Reply With Quote
clash
Trooper
 

29-09-14, 15:56 #108
Quote:
Postado por snake Mostrar Post
Digo mais, o mundo tá ficando muito chato.

Ao menos na minha opinião esse negócio de "politicamente correto" tá deixando o mundo chato.

(claro que não tô falando que sou a favor do estupro, antes que algum problemático venha falar isso. Me refiro a outras coisas, principalmente no que diz respeito a humor)

você acha engraçado/aceitável uma bateria de faculdade cantar essa música?

clash is offline   Reply With Quote
snake
Trooper
 

29-09-14, 16:10 #109
Quote:
Postado por clash Mostrar Post
você acha engraçado/aceitável uma bateria de faculdade cantar essa música?
Você acabou de entrar na categoria "problemático" que escrevi. Ou você é troll.
Não me referi ao caso da bateria. Pelo contrário, fui bem explícito em falar que obviamente não sou a favor do estupro (ou a incentivação dele).

snake is offline   Reply With Quote
clash
Trooper
 

29-09-14, 16:19 #110
não ué, eu tinha entendido que você tava achando a menina chata, por reclamar da música, que isso que tolhia o "humor" das coisas hoje em dia.

clash is offline   Reply With Quote
kyle_
Trooper
 

29-09-14, 16:24 #111
Quote:
Postado por snake Mostrar Post
Digo mais, o mundo tá ficando muito chato.

Ao menos na minha opinião esse negócio de "politicamente correto" tá deixando o mundo chato.

(claro que não tô falando que sou a favor do estupro, antes que algum problemático venha falar isso. Me refiro a outras coisas, principalmente no que diz respeito a humor)
concordo...
mas pode se acostumar que vai piorando cada vez mais

kyle_ is offline   Reply With Quote
snake
Trooper
 

29-09-14, 16:25 #112
Quote:
Postado por clash Mostrar Post
não ué, eu tinha entendido que você tava achando a menina chata, por reclamar da música, que isso que tolhia o "humor" das coisas hoje em dia.
Tudo bem, eu poderia ter sido mais específico

snake is offline   Reply With Quote
maurocool
 

PSN ID: maurocool-maurasia Steam ID: maurocool
29-09-14, 16:34 #113
Quote:
Postado por Annia Walker Mostrar Post
não. eu mesma disse que não tem a ver com opressão de homens por mulheres, obviamente n tem nada a ver com opressão dos homens por feministas ou feminismo. não em essência. talvez até tenha algo sobre isso em algum lugar, mas eu não saberia dizer.

Alguém dê um oscar pra esse cara!!! (no caso, esse cara sou eu
 
)


História

A primeira resposta secular ao feminismo partiu do britânico Ernest Belfort Bax, considerado por isto o primeiro anti-feminista. Foi um teórico de escopo social democrata de fins do século XIX e início do século XX que, em resposta às ideias feministas que começavam a ganhar força, escreveu seu livro A fraude do Feminismo (inglês) cujos capítulos têm títulos como A cruzada anti-homem, Sempre as inocentes machucadas e O falso cavalheirismo. Outro texto que apresenta o ponto de vista masculinista sobre diversos temas é Em defesa das mulheres, de Henry Louis Mencken, publicado em 1917.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Masculinismo

maurocool is offline   Reply With Quote
kyle_
Trooper
 

29-09-14, 16:50 #114
as palavras com os finais -ismo ou -eria estão bombando de uns anos pra cá...

-ismo: feminismo, femismo, masculinismo, ativismo, sexismo, cavalheirismo, machismo..

-eria: brigaderia, gelateria, boleria, empadaria, esses dias vi cupcakeria...

kyle_ is offline   Reply With Quote
Hobbes
Trooper
 

29-09-14, 20:26 #115
Essas de "eria" no final já deram no saco faz tempo.

Quer abrir um restaurante que vende carne mas quer cobrar o dobro? churrasqueria
Quer entuchar açúcar na goela dos clientes mas recuperando seu investimento em 6 meses? doceria
Quer dar o brioco? cupcakeria

E por aí vai...

Hobbes is offline   Reply With Quote
maurocool
 

PSN ID: maurocool-maurasia Steam ID: maurocool
29-09-14, 20:29 #116
*doçaria

maurocool is offline   Reply With Quote
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
29-09-14, 20:33 #117
no aguardo do pe-de-molecaria e da boloveria gourmet

http://pme.estadao.com.br/noticias/n...que,3698,0.htm

Jeep is offline   Reply With Quote
snake
Trooper
 

29-09-14, 20:41 #118
li em algum lugar algo do tipo "espero que não legalizem a maconha pq eu não ia querer ver SP cheio de maconharia gourmet" hahahhahhah

snake is offline   Reply With Quote
punisher
spkr
 

29-09-14, 20:43 #119
eu acho que vcs são é chatos, isso sim

punisher is offline   Reply With Quote
maurocool
 

PSN ID: maurocool-maurasia Steam ID: maurocool
30-09-14, 01:59 #120
Cara... Hj uma mina me falou que a ultima moda é loja de bolo simples, tipo bolo de fubá, cenoura....


Hipsterizaram até o bolo

maurocool is offline   Reply With Quote
CyBeR_JaCk
Trooper
 

PSN ID: smuczek Steam ID: cyberjack
30-09-14, 06:36 #121
Tipo vai casar e tal e o bolo de casamento é de fubá pq tá na moda hahha

CyBeR_JaCk is offline   Reply With Quote
rockafeller
Chief Rocka
 

30-09-14, 07:42 #122
Punisher curte pipoca gourmet pelo visto

rockafeller is offline   Reply With Quote
u3663
Trooper
 

30-09-14, 07:45 #123
Fi.

Pupu é beleza, garbo e estilo.

u3663 is offline   Reply With Quote
Something
Trooper
 

30-09-14, 09:01 #124
UEAHAEUHEA as ideia dos caras

Something is offline   Reply With Quote
SigSnake
Trooper
 

14-05-15, 15:23 #125
http://nelcisgomes.jusbrasil.com.br/...rce=newsletter

Quote:
No entanto, explicações muito mais explosivas sobre diferenças salariais podem ser encontradas no livro do professor James T. Bennett, do departamento de economia da George Mason University, intitulado The Politics of American Feminism: Gender Conflict in Contemporary Society.

Neste livro, o professor Bennett enumera mais de vinte motivos por que os homens ganham mais que as mulheres. Cumulativamente, tais explicações respondem por completo a existência de qualquer "disparidade salarial", embora o próprio Bennett acredite que a discriminação salarial por gênero não seja algo inexistente.

Os motivos, baseados em generalizações respaldadas por volumosas estatísticas, são:

Homens têm mais interesse por tecnologia e ciências naturais do que as mulheres.

Homens são mais propensos a aceitar trabalhos perigosos, e tais empregos pagam mais do que empregos mais confortáveis e seguros.

Homens são mais dispostos a se expor a climas inclementes em seu trabalho, e são compensados por isso ("diferenças compensatórias" no linguajar econômico).

Homens tendem a aceitar empregos mais estressantes que não sigam a típica rotina de oito horas de trabalho em horários convencionais.

Muitas mulheres preferem a satisfação pessoal no emprego (profissões voltadas para a assistência a crianças e idosos, por exemplo) a salários mais altos.

Homens, em geral, gostam de correr mais riscos que mulheres. Maiores riscos levam a recompensas mais altas.

Horários de trabalho mais atípicos pagam mais, e homens são mais propensos que as mulheres a aceitar trabalhar em tais horários.

Empregos perigosos (carvoaria) pagam mais e são dominados por homens.

Homens tendem a "atualizar" suas qualificações de trabalho mais frequentemente do que mulheres.

Homens são mais propensos a trabalhar em jornadas mais longas, o que aumenta a divergência salarial.

Mulheres tendem a ter mais "interrupções" em suas carreiras, principalmente por causa da gravidez, da criação e da educação de seus filhos. E menos experiência significa salários menores.

Mulheres apresentam uma probabilidade nove vezes maior do que os homens de sair do trabalho por "razões familiares". Menos tempo de serviço leva a menores salários.

Homens trabalham mais semanas por ano do que mulheres.

Homens apresentam a metade da taxa de absenteísmo das mulheres.

Homens são mais dispostos a aturar longas viagens diárias para o local de trabalho.

Homens são mais propensos a se transferir para locais indesejáveis em troca de empregos que pagam mais.

Homens são mais propensos a aceitar empregos que exigem viagens constantes.

No mundo corporativo, homens são mais propensos a escolher áreas de salários mais altos, como finanças e vendas, ao passo que as mulheres são mais predominantes em áreas que pagam menos, como recursos humanos e relações públicas.

Quando homens e mulheres possuem o mesmo cargo, as responsabilidades masculinas tendem a ser maiores.

Homens são mais propensos a trabalhar por comissão; mulheres são mais propensas a procurar empregos que deem mais estabilidade. O primeiro apresenta maiores potenciais de ganho.

Mulheres atribuem maior valor à flexibilidade, a um ambiente de trabalho mais humano e a ter mais tempo para os filhos e para a família.

Portanto, caso as mulheres queiram salários maiores, elas deveriam prestar mais atenção a estes determinantes e se concentrar menos em cruzadas quixotescas como legislações sobre "diversidade e igualdade" que demonizam empregados e patrões homens.
ui!

SigSnake is offline   Reply With Quote
u3663
Trooper
 

14-05-15, 15:29 #126

Sério, esse é o maior motivo para esse estudo de 30% não ser real é que se fosse, AS EMPRESAS SÓ CONTRATARIAM MULHERES.

Dinheiro > Machismo e Patriarcado.

Fuck, Dinheiro > Racismo. Nos US a grande parte dos imigrantes estão lá porque ganham menos do que os americanos para fazer os trabalhos que eles não querem... POR PAGAR POUCO.

u3663 is offline   Reply With Quote
maurocool
 

PSN ID: maurocool-maurasia Steam ID: maurocool
14-05-15, 15:43 #127
fato veridico:

uma amiga da minha irmã ligou desesperada pra minha irmã, chorando pra caralho, ao ponto de mal conseguir falar. Minha irmã perguntou pq ela tava chorando e ela disse que estava desesperada pq a empresa que ela trampa ia coloca-la pra passar uma temporada de 1 mês em brasilia, com direito a passagem de volta em todos os fds para ela passar em casa.

Detalhe: quando ela estava concorrendo a vaga, ela disse que tinha total disponibilidade para viajar pela empresa

maurocool is offline   Reply With Quote
SsjGohan
Trooper
 

14-05-15, 16:10 #128
Acho q por lei deveriam fazer o pagamento para pessoas casadas em contas distintas.
Metade pra um metade pro outro.

Depois q se virem.
AUHHUAHUUHAAUH
Ia ter muito divórcio


ps: Isso seria válido pros casamos de lesbicas e gays tb


Last edited by SsjGohan; 14-05-15 at 16:15..
SsjGohan is offline   Reply With Quote
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
14-05-15, 16:38 #129

Jeep is offline   Reply With Quote
Blazed
Trooper
 

14-05-15, 16:44 #130
58% de não brancos trabalhando!

pod chora racismo

wu is fo childran

 

Blazed is offline   Reply With Quote
SuN WaR
Trooper
 

Gamertag: samuelpires Steam ID: sunwar
14-05-15, 16:47 #131
Aheaheha, esses caras com essas roupas gigantes, pro tamanho deles, sempre me lembram programas tipo Zorra Total quando um humorista vai fazer papel de criança.

SuN WaR is offline   Reply With Quote
Something
Trooper
 

14-05-15, 17:00 #132
Alguém explica essa cultura do estupro que todo mundo fala? Parei de ler sobre isso faz um tempo

Something is offline   Reply With Quote
u0165
Trooper
 

14-05-15, 17:15 #133
Eu gosto desse texto aqui:
http://escrevalolaescreva.blogspot.c...o-imagine.html

Já cheio de links explicativos pra facilitar a memória de episódios mencionados.

u0165 is offline   Reply With Quote
Zedd
Trooper
 

14-05-15, 21:09 #134
Olha, mérito da idéia posto de lado... "em outra vida fui redatora publicitária": sinto muito, mas escrevendo mal assim nem fodendo. Que estilo ruim. É 2015 e nego ainda não entendeu que é mais fácil convencer alguém sem ser 100% prepotente? Tchau pas cobra

Zedd is offline   Reply With Quote
rapidiaum
maggots!
 

Gamertag: rapidiao Steam ID: rapidiaum
14-05-15, 21:26 #135
Quote:
Postado por Hobbes Mostrar Post
Essas de "eria" no final já deram no saco faz tempo.

Quer abrir um restaurante que vende carne mas quer cobrar o dobro? churrasqueria
Quer entuchar açúcar na goela dos clientes mas recuperando seu investimento em 6 meses? doceria
Quer dar o brioco? cupcakeria

E por aí vai...
churrasqueria

churrasqueria


 

rapidiaum is offline   Reply With Quote
Something
Trooper
 

14-05-15, 21:51 #136
Bom, entendi o que significa "cultura de estupro", mas se for isso mesmo ai que está escrito no texto, esse nome forte "Cultura do Estupro" é só pra ter impacto mesmo, porque não vi motivos nenhum desse auê todo.

O texto foi muito exagerado na maioria dos pontos e concordo com o zedd que a autora foi prepotente.


Valeu pelo link btw

Something is offline   Reply With Quote
sibs
Trooper
 

14-05-15, 22:38 #137
rape culture o termo inicialmente vem das prisões norte americanas, onde as taxas de estupro são realmente alarmantes.

existe bastante piada sobre estupro, mas para por ai mesmo, no geral a sociedade ocidental não ve isso como aceitavel.


somewhat related.

sibs is offline   Reply With Quote
u0165
Trooper
 

15-05-15, 06:02 #138
Tem esse outro texto pra vocês discordarem e criticarem tb:

Quote:
Em 2013 houve 50.320 estupros registrados no Brasil, cerca de 25 casos para cada 100 mil habitantes. Os dados são do 8o Anuário Nacional de Segurança Pública, divulgados no último dia 11.

Pesquisa do Ministério da Justiça afirma que apenas 7% a 8% dos casos de estupro são denunciados no Brasil. Assim, apesar de os números registrados impressionarem, eles mostram algo ainda mais grave: a subnotificação do estupro.

Na Suécia, houve 63 casos de estupro para cada 100 mil habitantes em 2010, segundo a ONU (Organização das Nações Unidas). Mais casos que o Brasil, portanto.

Contudo, será que a Suécia, cujo índice de desenvolvimento é um dos mais altos do mundo, tem mais casos de estupro que o Brasil?

Não exatamente. O que ocorre é que o país escandinavo incentiva as mulheres a denunciar esse tipo de crime ao adotar, entre outras medidas, o registro de cada estupro como uma ocorrência. Assim, se uma mesma mulher for estuprada trinta vezes pelo marido, serão registradas trinta ocorrências e não apenas uma, como no Brasil.

Tanto o alto número de casos registrados quanto os subnotificados revelam uma triste realidade: o Brasil tolera e incentiva o estupro a ponto de podermos afirmar que o crime faz parte da nossa cultura.

Por meio da culpabilização da vítima, estimulamos que as mulheres estupradas se escondam e acabem protegendo seus algozes. Afinal, é comum elas ouvirem de policias e da própria família que estavam embriagadas, usavam roupas curtas e apertadas, que andavam sozinhas à noite ou não deixaram claro que não desejavam o ato sexual. A vítima, portanto, sente medo e vergonha de denunciar.

A sexualização da mulher como objeto é outro fator que estimula o alto número de casos. Desde crianças aprendemos que o corpo da mulher é um objeto que pode ser consumido como qualquer outro. O menino cresce acreditando nisso e, o pior, a menina também.

O estupro tornou-se, portanto, tão banal que passou a ser aceito e tolerado. Basta ver a pesquisa do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgada no primeiro semestre deste ano e que revela, após correção dos dados, que 26% dos entrevistados acreditam que uma mulher usando roupa que revele o corpo merece ser atacada.

É preciso que fique claro: nenhuma mulher merece ser estuprada. Ela é dona do seu corpo e a única que pode dele dispor. E a culpa nunca é da vítima, independentemente da sua conduta. Esses são pressupostos básicos para que o crime de estupro deixe de ser parte da nossa cultura.
fonte: http://drauziovarella.com.br/para-as...ra-do-estupro/

u0165 is offline   Reply With Quote
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
15-05-15, 06:13 #139
tem esses pra vc discordar e nao criticar

http://www.gatestoneinstitute.org/5195/sweden-rape

"In 1975, the Swedish parliament unanimously decided to change the former homogeneous Sweden into a multicultural country. Forty years later the dramatic consequences of this experiment emerge: violent crime has increased by 300%."

- Forty years after the Swedish parliament unanimously decided to change the formerly homogenous Sweden into a multicultural country, violent crime has increased by 300% and rapes by 1,472%. Sweden is now number two on the list of rape countries, surpassed only by Lesotho in Southern Africa.

- Significantly, the report does not touch on the background of the rapists. One should, however, keep in mind that in statistics, second-generation immigrants are counted as Swedes.

- In an astounding number of cases, the Swedish courts have demonstrated sympathy for the rapists, and have acquitted suspects who have claimed that the girl wanted to have sex with six, seven or eight men.

- The internet radio station Granskning Sverige called the mainstream newspapers Aftonposten and Expressen to ask why they had described the perpetrators as "Swedish men" when they actually were Somalis without Swedish citizenship. They were hugely offended when asked if they felt any responsibility to warn Swedish women to stay away from certain men. One journalist asked why that should be their responsibility

 



http://en.wikipedia.org/wiki/Rape_in_Sweden

"There have been several international comparisons made, placing Sweden at the top end of the number of reported rapes. However, police procedures and legal definitions vary widely across countries, which makes it difficult to compare rape statistics.[8][9][10][11] For example, Sweden reformed its sex crime legislation and made the legal definition of rape much wider in 2005,[3][4][8][12] which largely explains a significant increase in the number of reported rapes in the ten-year period of 2004-2013.[13][14] The Swedish police also record each instance of sexual violence in every case separately, leading to an inflated number of cases compared to other countries.[8][11][15] Additionally, the Swedish police have improved the handling of rape cases, in an effort to increase the number of crimes reported.[8][14][16][17]"


Last edited by Jeep; 15-05-15 at 06:18..
Jeep is offline   Reply With Quote
SsjGohan
Trooper
 

15-05-15, 08:18 #140
Pra ser sincero eu concordo com muita coisa desses textos ai de cultura do estupro, mas eles são sim exagerados, chegando ao ponto de o cara pensar em fazer sexo com uma mulher ser considerado estupro.
Chegando ao ponto do cara tentar fazer sexo ser considerado estupro.

Estupro é quando o cara tenta sim, e a mulher fala não e ele força.
Não é estupro o cara tentar, a mulher falar não e ele insistir e ela aceitar...

Isso é o jogo normal da vida.
Essas mulheres confundem o flerte com estupro, sério não é por ai.

O q elas não entendem é q isso acontece nos dois sexos.
Mas isso acontece com a pessoa forte contra a pessoa fraca.
Forte no sentido de ser autoconfiante x sem confiança.

Isso aconteceu muito comigo no começo da vida.
Eu era jogador de quake nerd virgem ahuhuahau
Quem chegou em mim nas primeiras vezes foi a mulher.

Agora se na sociedade a mulher é criada de forma a ser fraca(chore, papai protege, ng toca nela, etc) ai no futuro acontece dela não saber nem falar um não de verdade.

E dai as coisas são bola de neve.
Um homem q tenha educação sabe quando parar de importunar uma mulher.
Agora aquele q sabe q na insistencia(fisica) consegue sexo, ai sim é o estuprador sendo formado.
Pq tb não venha falar q a insistencia emocional(friendzone) é estupro....

E existem os casos q o estupro é igual qualquer outra violência, aonde o estuprador cometeu o ato por querer subjulgar a vitma, assim como qualquer outro crime.

SsjGohan is offline   Reply With Quote
SigSnake
Trooper
 

15-05-15, 08:24 #141
ok, tem estupro pra caralho

ok, tem cultura de estupro

e ai? o que fazer para reduzir/evitar isso?

quais as solucoes defendidas ainda nao postas em pratica?

SigSnake is offline   Reply With Quote
Zedd
Trooper
 

15-05-15, 09:35 #142
Quote:
Postado por Annia Walker Mostrar Post
Tem esse outro texto pra vocês discordarem e criticarem tb:



fonte: http://drauziovarella.com.br/para-as...ra-do-estupro/
Esse tá bem melhor escrito, com menos prepotência. Minha métrica em geral é baseada em procurar (em texto informativo) sarcasmo fácil, metáfora infantilizadora e estilo pobre-porém-testado-e-aprovado.

Só pra contextualizar pq eu achei ruim aquele primeiro texto, ele tem as três coisas

Zedd is offline   Reply With Quote
Zedd
Trooper
 

15-05-15, 09:41 #143
Quote:
Postado por SigSnake Mostrar Post
ok, tem estupro pra caralho

ok, tem cultura de estupro

e ai? o que fazer para reduzir/evitar isso?

quais as solucoes defendidas ainda nao postas em pratica?
Primeiro, definir o negócio direito. Saber quanto existe (de verdade) de cada caso, identificar os fatores de risco, possíveis fatores de causalidade.
Depois testar as hipóteses e sistematicamente aplicar programas que ataquem a raiz do problema. Deve se traduzir, no fundo, em pesado investimento em educação, vigilância e mudança de mecanismos de reporte com melhor proteção às vítimas

Ou a gente pode jogar tudo que é coisa, desde passar a mão na bunda até enfiar cenoura no cu, no mesmo balaio de gato; ficar só no achismo e não saber se acontece 1 por ano ou dez mil por dia; e ficar a mercê de nego que vai passar lei mais pra lucro político do pra resolver o problema

Acho que sei qual das duas coisas vai acontecer

Zedd is offline   Reply With Quote
u0165
Trooper
 

15-05-15, 13:04 #144
Isso tudo aí que o Zedd falou. Mas principalmente parar de culpabilizar a vítima. Ensinar aos meninos o respeito e as meninas a não terem medo de dizer se algo acontecer.

Só que isso mexe em muita estrutura machista, por isso a dificuldade.

u0165 is offline   Reply With Quote
sibs
Trooper
 

15-05-15, 13:10 #145
yea, eu já postei isso sobre a suecia inclusive, o q vc tem a dizer annia?

eu queria saber como que o governo chegou a conclusão que only 7-8% dos estupros são denunciados, fizeram um estudo e uma extrapolação? acho complicado vc chega pras pessoas "vc ja foi estruprado/a?".

sibs is offline   Reply With Quote
u0165
Trooper
 

15-05-15, 13:41 #146
Aí entra nas coisas que vocês costumam desconsiderar ou desacreditar, que é o movimento feminista acadêmico. Um espaço mais aberto pras mulheres pdoerem falar sobre isso sem medo.

Não sei como são feitas nenhuma estatística, n manjo disso, embora possa até pesquisar.

Mas o complicado é que na maior parte das vezes o estupro não é praticado por um desconhecido num beco. São membros da família e cônjuges. E aí já entra num vespeiro. Muitas mães se recusam a acreditar nas meninas, ou acreditam e apoiam o parceiro ou quem quer que seja o agressor e etc e tal.

Ou quando são abusadas ainda crianças não entendem direito o que está acontecendo, se é errado ou não fazerem aquilo com ela, já que uma pessoa de confiança diz que tudo bem, pra não contar a ninguém.

O caso do abuso e estupro de pessoas que tem mais poder que você, que podem potencialmente ferrar com a sua vida financeira, familiar e etc apresenta muitos problemas.

E como colocar isso nas estatísticas? Não sei. Acho que ninguém deve saber, por isso entram as especulações. Na base da extrapolação e no disse que me disse. De gente que admite algo pra uma amiga ou na internet mas não denuncia ou não denunciou na época e passou muito tempo.
Porque esse tipo de violência muitas vezes a pessoa só quer esquecer. Especialmente se o agressor já saiu de seu convívio.

Eu mesma passei por um momento que eu consideraria "abuso leve" há uns 4 ou 5 anos, onde alguém que eu conhecia e era de família (bem) estendida pegou no meu seio e tentou me empurrar na cama. Eu me desvencilhei rápido e saí de perto. A pessoa nunca mais tentou nada assim e hoje em dia não está mais no meu convívio. E eu, adulta, feminista, esclarecida, nunca falei disso pra NINGUÉM. Sério. Essa é a primeira vez. E tô escrevendo ainda. Não falando cara a cara.
E mesmo tendo sido algo que eu mesma considerei LEVE obviamente é um tabu pra mim. É algo que não quero falar sobre, pensar sobre. E que fica de vez em quando tipo uma nuvem em cima de mim.
Eu deveria ter falado algo. Pro agressor, pros próximos a ele (pra alertar, pra que prestem atenção se isso acontece novamente ou mesmo pra incentivar alguém que possa ter passado por algo parecido com a mesma pessoa a falar sobre). Porque é assim que mudamos as coisas, falando sobre isso. Seria a coisa certa a fazer, a coisa feminista a fazer, a coisa adulta a fazer.
Mas não fiz. Não consegui. E acho que não falaria hoje em dia também.
Talvez se fosse um desconhecido, não sei...
E cá entre nós, aquela parte da família acho que não teria entendido. Sei que alguns acreditariam em mim, mas tenho certeza de que minimizariam a coisa, me estimulariam a deixar pra lá, me perguntariam coisas tipo "e o que é que você queira que eu faça sobre isso?". E se qualquer uma dessas coisas acontecesse desse "mini trauma" que eu tenho pelo que houve, seria algo muito mais feio e profundo. E afetaria muito profundamente a minha relação com todas as pessoas envolvidas, pra sempre.
Porque fisicamente foi leve, mas o que isso tudo causou pra mim já não foi tão leve quanto eu tento me convencer que foi. E eu tive medo. E ainda tenho, disso tudo.
Assim como até hoje eu não conto pra ninguém que tenho depressão. Se eu falto em alguma coisa porque estou com crise ou não estou bem, invento uma desculpa ou não digo nada. Porque é mais fácil. E dói se expôr e tentar desconstruir as coisas. E em vez de respeito, quem fala só recebe pedrada.

A internet está começando a quebrar um pouco o medo de falar por causa da opção do anonimato. Mas ainda é muito tenso. Vemos feministas sendo ameaçadas de morte apenas por postarem vídeos (como a Anita Sarkeesian) que não incitam a violência.
Apenas por colocar opiniões à mostra as mulheres são ameaçadas de morte, é gente dizendo que vai estuprar, que merece ser estuprada...

E Zedd, na verdade o tom que você leu naquele texto não é arrogância, é cansaço. Por ouvir sempre os mesmos argumentos. Esse texto não foi feito pra homem ler, foi feito pra outras mulheres lerem. Quase um lash out, um desabafo, uma raiva tendo válvula de escape.
(inclusive isso é um grande embate entre eu e muitas feministas que conheço, sobre falar dessas coisas pros homens numa linguagem mais didática ou não)

O mais tenso é quando uma mulher diz algo sobre sua experiência como mulher (e algo que ela SABE que divide com muitas outras mulheres) e vem um cara dizer que é mentira, que é ridículo, que é exagero ou frescura. Sendo que essa pessoa não sabe o que é ser mulher. Como é ser mulher. E em vez de dar um benefício da dúvida e tentar entender, já vem totalmente armado. Isso deixa todo mundo na defensiva sempre. E cria essas aberrações que são as hard femmes (as feministas radicais, que propõe a misandria e morte a todos homens e etc)

Embora isso não me surpreenda. Se as pessoas ainda não sabem lidar com a depressão alheia, que é uma doença, algo clínica e biológico, imagina entender a experiência de vida de um gênero diferente do seu...

Acho que me perdi ali em algum lugar mas não tenho paciência de revisar. Se esqueci algo ou algo ficou mal explicado eu faço outro post.

u0165 is offline   Reply With Quote
CyBeR_JaCk
Trooper
 

PSN ID: smuczek Steam ID: cyberjack
15-05-15, 14:18 #147
No Já tive que me afastar de uma pessoa depressiva , todo dia tinha um problema que pra ela era o fim do mundo, eu ficava gastando minha lábia falando que não precisa ser assim, que não era o fim do mundo, aconselhava para não levar as coisas tão a sério, eram probleminhas que pra mim pareciam bobos que eu tiro de letra no dia a dia mas pra ela não, aquilo afetava demais ela, e aquilo se repetia dia após dia, várias vezes encontrava ela chorando do nada, uma hora estava bem e eufórica outra hora encontrava em algum lugar e nem olhava pra sua cara, com o tempo fui me cansando e me afastei, no último papo fui muito Franco e direto, falei que ela deveria procurar uma ajuda especializada pq não importava o quanto eu aconselhava pq não estava adiantando.

Realmente eu me senti mal ao me afastar, mas tentei ajudar da minha maneira, só que poxa, uma coisa é um amigo seu estar em uma pior vc vai lá fala umas palavras de apoio e dias depois o cara tá de boa, outra coisa é dia sim é dia nao a pessoa estar na pior vc falar e falar e nada surtir efeito, e eu tô numa outra vibe no momento que é curtir minha família, filhos etc etc, eu realmente não estava precisando deste stress externo, ficar junto desta pessoa me colocava pra baixo e eu não queria isso pra mim neste momento.

CyBeR_JaCk is offline   Reply With Quote
SsjGohan
Trooper
 

15-05-15, 15:59 #148
Ta annia, longe de mim querer menosprezar o q vc sentiu.

Mas realmente não estou em sua pele pra saber, desse sujeito pq ele quis pegar vc.
Ao q me parece ele pode ter tido uma noção errada das SUAS intenções e ao ver q não era nada disso ele parou assim como vc falou.

É aonde recai o q falei acima, um flerte.
Neste caso um flerte de alguém q foi bem além.

Mas tb não é uma atitude condenável para fazer o cara pagar pelos seus pecados.
Entra naquela em q ele deveria passar uma vergonha por ter ido pra cima de vc, vc devia falar mesmo etc.

Mas o q não se pode é endeusar o corpo feminino do tipo:
-MEU DEUS ELE TOCOU EM MEUS SEIOS MERECE A MORTE.

Peito, bunda etc lógico q deve ser com respeito, mas se o cara por fabulas na cabeça dele achou q vc tb queria e muitas vezes MAS MUITAS vezes mesmo a mulher quer, então não tem problemas.

Problema seria se ele continua-se. Parar no momento q vc demonstra claramente q não quer só tem um significado, ele agiu certo. Pode ter pensado errado, ter ideias erradas, mas quando parou ele agiu certo.



Q fique bem claro, eu sou o maior bundão pra chegar em mulher, 95% das vezes q me relacionei foi a mulher q chegou em mim.
Significa q elas abusaram de mim?

SsjGohan is offline   Reply With Quote
u0165
Trooper
 

15-05-15, 16:14 #149
É que é foda dar detalhes num bagulho indexável.

Mas acredite, não dei sinal nenhum. Mesmo porque eu mal conhecia a pessoa.
Eu estava sozinha no meu quarto de boas e a porta estava aberta. A pessoa entrou sem ser convidada, começou a puxar assunto e eu distraída fazendo minhas coisas tentando cortar a conversa sem ser rude (pq n curto conversa fiada com ng mesmo).
Então, quer dizer, foi muito do nada.

Acho que tudo que não é desejado é abuso sim.
Então, em vez de chegar e fazer algo, pergunte e veja se a pessoa tá na sua ou não.
É diferente também você estar na balada e alguém passar a mão na sua bunda. É legal? Não. não é legal. Mas a não ser que aconteça muito não criará traumas. Me se você tiver tido histórico de abuso, com certeza vai ser péssimo. Então na dúvida, NÃO faça.
Ninguém perde nada assim. Se vc tá a fim, chega e conversa. Senão, fica na sua.

Continuando, o lance da balada é ruim. Mas em geral "passa". O que é diferente da vulnerabilidade que eu senti. E se eu não tivesse sido rápida? E se eu não tivesse saído do quarto rapidamente e ido pra bem longe? Ele teria ido em frente? Eu teria conseguido impedir?
Eu nunca tinha sentido essa vulnerabilidade. E a neura depois (e por um bom tempo) de checar se a porta tava sempre bem fechada. E checar se ao sair ou entrar do quarto tinha alguém por perto escondido.

... em outros casos, claro que já aconteceu de um ficante, amigo ou seilá o que achar que eu tava a fim e vir pra cima, tentar dar um beijo ou depois de um beijo tentar algo a mais que eu não quisesse. Eu disse não, expliquei as coisas, saí e pronto. Vida que segue. Normal.
São casos bem diferentes. Totalmente.

u0165 is offline   Reply With Quote
u0165
Trooper
 

15-05-15, 16:16 #150
Mais sobre sua pergunta de se abusaram de você, bem primeiramente não sei o que fizeram.
Mas se chegaram metendo a mão e empurrando na parede e você não queria ou não gostou e se sentiu mal, sim é abuso. E como não se tem como prever quem quer que alguém faça isso, o senso comum é não fazer, ora.

u0165 is offline   Reply With Quote
Responder

Thread Tools

Regras de postagem
Você não pode criar novos tópicos
Você não pode postar
Você não pode enviar anexos
Você não pode editar seus posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Atalho para Fóruns



O formato de hora é GMT -2. horário: 09:34.


Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2018, Jelsoft Enterprises Ltd.
User Alert System provided by Advanced User Tagging (Lite) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.