Darkside  

Voltar   Darkside > Darkside > Comunidade

Responder
 
Thread Tools
EviLBraiN
Trooper
 

Default É ético usar a sala de aula pra "fazer a cabeça" dos nossos alunos?

05-03-16, 16:56 #1
É ético usar a sala de aula pra "fazer a cabeça" dos nossos alunos?

A depender dos livros didáticos nacionais, os jovens terão uma visão rudimentar, de um mundo dividido entre capitalistas malvados versus heróis da resistência

FERNANDO SCHÜLER
29/02/2016 - 17h27 - Atualizado 29/02/2016 17h51

Quote:
As aulas voltaram, por essas semanas, e decidi tirar a limpo uma velha questão: há ou não doutrinação ideológica em nossos livros didáticos? Pra responder à pergunta, fui direto na fonte: analisei alguns dos livros de história e sociologia mais adotados no país. Pesquisei nas editoras, encontrei uma livraria que dispunha de todos os exemplares e pus mãos à obra. Já li muita coisa na vida, mas não foram fáceis as horas que passei tentando entender o que se dizia em todos aqueles livros. No fim, acho que entendi.

O resultado é o seguinte: dos dez livros que analisei, 100% tem um claro viés ideológico. Não encontrei, infelizmente, nenhum livro “pluralista” ou particularmente cuidadoso ao tratar de temas de natureza política ou econômica. Talvez livros assim existam, e gostaria muito de conhecê-los. Falo apenas dos que me chegaram às mãos. Tudo livro “manco”. E sempre para o mesmo lado.

Com um adendo: vale o mesmo para escolas públicas e privadas. Imagino não serem poucos os sujeitos que jantam à noite, com os amigos, e reclamam do viés “anticapitalista” da sociedade brasileira. Sem desconfiar que anticapitalista mesmo é o discurso que seu filho adolescente vai engolir na manhã seguinte, sem chance de reação, no colégio.

O viés politico surge no recorte dos fatos, na seleção das imagens, nas indicações de leitura, na recomendação de filmes e links culturais. A coisa toda opera à moda Star Wars: o lado negro da força é a “globalização neoliberal” e coisas afins; o lado bom é a “resistência” do Fórum Social Mundial, de Porto Alegre, e dos “movimentos sociais”, MST à frente. Tudo parece rudimentar demais para ser verdade. Mas está lá, nos livros em que nossos adolescentes estudarão.

No Brasil contemporâneo, chega a ser engraçado. FHC é Darth Wader; Lula é Luke Skywalker. Pra ser sincero, a saga de George Lucas me parece bem mais sofisticada do que o roteiro seguido pelos nossos livros didáticos. Em particular, quando tratam de nossa história recente.

No livro Estudos de História, da Editora FTD, por exemplo, nossos alunos adolescentes aprenderão o seguinte sobre o governo de Fernando Henrique: era neoliberal (apesar de “tentar negar”) e seguiu a cartilha de Collor de Melo; os “resultados dessas políticas foram desastrosos”. Na sua época, havia “denúncias de escândalos, subornos, favorecimentos e corrupção” por todos os lados, mas “pouca coisa se investigou”.

Nossos alunos saberão que “as privatizações produziram desemprego”, e que o país assistia, naqueles tempos, ao aumento da violência urbana e da concentração de renda e à “diminuição dos investimentos”. E que, de quebra, o MST pressionava pela reforma agrária, “sem sucesso”.

Na página seguinte, vem a luz. Ilustrado com o decalco vermelho da campanha “Lula Rede Brasil Popular”, o texto ensina que, em 2002, “pela primeira vez” na história brasileira, alguém que “não era da elite” é eleito presidente. E que, graças à “política social do governo Lula”, 20 milhões de pessoas saíram da miséria. Isso tudo faz a economia crescer e, como resultado: “telefones celulares, eletrodomésticos sofisticados e computadores passaram a fazer parte do cotidiano de milhões de pessoas, que antes estavam à margem desse perfil de consumo”.

Lendo isto, me perguntei se João Santana, o marqueteiro do PT, por ora preso em Curitiba, escreveria coisa melhor, caso decidisse publicar um livro didático. E fui em frente.

Na leitura seguinte, do livro História Geral e do Brasil, da Editora Spicione, o quadro era o mesmo. O PSDB é um partido “supostamente ético e ideológico” e os anos de Fernando Henrique são o cão da peste. Foram tempos de desemprego crescente, de “compromissos com as finanças internacionais”, em que “o crime organizado expandiu-se em torno do tráfico de drogas, convertendo-se em verdadeiro poder paralelo nas favelas”. E mesmo “dentro das prisões”, transformadas em “centros de gerenciamento do tráfico e do crime organizado”, acrescentam os autores.

Com o Governo Lula, tudo muda, ainda que com alguns senões. Numa curiosa aula de economia, os autores tentam explicar por que a “expansão econômica” foi “limitada”, naqueles anos: a adoção de uma “politica amigável aos interesses estrangeiros, simbolizada pela liberdade ao capital especulativo”; pela “manutenção, até 2005, dos acordos com o FMI” e dos “pagamentos da dívida externa”.

O livro termina apresentando a tensão entre o Brasil “pessimista”, dos anos FH, com os anos “otimistas” do lulismo, e conclui com um prognóstico: “as boas notícias nos últimos anos indicavam que talvez os anos do pessimismo a toda prova já tenham passado e, nesse caso, pode ser o momento do não negativo como um novo paradigma para o Brasil”.

O livro História conecte, da Editora Saraiva, segue o mesmo roteiro. O governo FHC é “neoliberal”. Privatizou “a maioria das empresas estatais” e os U$ 30 bilhões arrecadados “não foram investidos em saúde e educação, mas em lucros aos investidores e especuladores, com altas taxas de juros”. A frase mais curiosa vem no final: em seu segundo mandato, FH não fez “nenhuma reforma”, nem tomou “nenhuma medida importante”. Imaginei o presidente deitado em uma rede, no quarto andar do Palácio do Planalto, enquanto o país aprovava a Lei de Responsabilidade Fiscal (2000), o fator previdenciário (1999) ou o bolsa escola (2001).

FHC manteve o país “alinhado” e “basicamente dependente dos EUA”, enquanto Lula aumentou as relações diplomáticas e comerciais com a “União Europeia e vários países africanos, asiáticos e sul-americanos”. FH havia beneficiado os especuladores; Lula beneficiou os “trabalhadores” e as “camadas mais pobres”. De quebra, “apoiou as indústrias de exportação” e “incentivou muitas empresas a se internacionalizarem”. Lendo isso, tive ganas de sair pelas ruas, com uma bandeira vermelha. Mas me contive.

O padrão “João Santana” se repete no livro História para o ensino médio, da Atual Editora. É curioso o tratamento dado ao caso do “mensalão”. Alguma menção ao julgamento realizado pelo Supremo Tribunal Federal? Não. Nossos alunos saberão apenas que houve “denúncias de corrupção” contra o governo Lula, incluindo-se um caso conhecido como mensalão, “amplamente explorado pela imprensa liberal de oposição ao petismo”.

No livro da Atual Editora, é interessante perceber o tratamento dado à América Latina. A tensão política surge, como de regra, a partir da clivagem “contra ou a favor do neoliberalismo”. Nossos alunos serão instruídos sobre a resistência oferecida “à globalização capitalista neoliberal” pelo Fórum Social Mundial, de Porto Alegre, e poderão saborear, sob o rótulo de “fonte histórica”, um trecho do “manifesto de Porto Alegre”.

Sobre o Mercosul, nossos alunos aprenderão que o Paraguai foi excluído do bloco em 2012, em função do “golpe de Estado” que tirou do poder o presidente Fernando Lugo. Saberão que, com a eleição de Hugo Chávez, a Venezuela torna-se o “centro de contestação à política de globalização capitalista liderada pelos Estados Unidos”. Que “a classe média e as elites conservadoras” não aceitaram as transformações produzidas pelo chavismo, mas que, mesmo assim, o comandante “conseguiu se consolidar”. Sobre a situação econômica da Venezuela, alguma informação? Alguma opinião crítica para dar uma equilibrada no jogo e permitir que os alunos formem uma opinião? Nada, por óbvio.

Interessante é o tratamento dado às ditaduras na América Latina. Para os casos da Argentina, Uruguai e Chile, um capítulo (merecido) mostrando, no detalhe, os horrores do autoritarismo e seus heróis: extratos de As veias abertas da América Latina, de Eduardo Galeano; as mães da Praça de Maio, na Argentina; o músico Victor Jara, executado pelo regime de Pinochet, e uma sequência de indicações de filmes sobre a “resistência” e a luta pelos direitos humanos, no continente. Tudo perfeito.

Quando, porém, se trata de Cuba, a algumas páginas de distância, a conversa é inteiramente diferente. A única ditadura que aparece é a de Fulgêncio Batista. Em vez de filmes como Antes do anoitecer, sobre a repressão cubana ao escritor e homossexual Reynaldo Arenas, nossos estudantes são orientados a assistir Diários de motocicleta, Che, e Personal Che.

Não deixa de ser engraçado. Quando fala da Argentina, o livro sugere uma “Visita ao patrimônio” no “Parque da Memória”, uma (justa) homenagem às vitimas do terrorismo de Estado, em Buenos Aires. Quando trata de Cuba, a “visita ao patrimônio” sugerida pelos nossos isentos autores é ao “Museu da Revolução”, com especial recomendação para observar o “pequeno iate” em que Fidel e Che aportaram para a gloriosa revolução. E, imperdível: uma salinha, o rincón de los cretinos, feita para ridicularizar tipos como Batista, Reagan e Bush.

As restrições do castrismo à “liberdade de pensamento” surgem como “contradições” da revolução. Alguma palavra sobre os balseros cubanos? São milhares, neste mais de meio século. Alguma fotografia, sugestão de filme ou “link cultural”? Alguma coisa sobre o paredón cubano? Há fotos muito boas sobre estes temas, mas nenhuma aparece em livro nenhum.

Alguma coisa sobre Oswaldo Payá, Orlando Zapata, Yoani Sánchez e a luta pelos direitos humanos na Ilha? Alguma coisa sobre as “Damas de Blanco”? Zero. Nossos estudantes não saberão nada sobre isto. Não terão essa informação para que possam produzir seu próprio juízo. É precisamente isso que se chama ideologização.

A doutrinação torna-se ainda mais aguda quando passamos dos livros de história para os manuais de sociologia. Em plena era das sociedades de rede, da revolução maker, da explosão dos coworkings e da economia colaborativa, nossos jovens aprendem uma rudimentar visão binária de mundo, feita de capitalistas malvados x heróis da “resistência”. Em vez de encarar de frente o século XXI e suas incríveis perspectivas, são conduzidos de volta a Manchester do século XIX.

Não acho que superar esse problema seja uma tarefa trivial. A leitura desses livros me fez perceber que há um “mercado” de produtores em série de livros didáticos muito bem estabelecido no país, agindo sob a inércia de nossas editoras e a passividade de pais, professores, diretores de escolas e autoridades de educação. Pessoas comprometidas com uma visão política de mundo e dispostas a subordinar o ensino das ciências humanas a essa visão. Sob o argumento malandro de que “tudo é ideologia”, elas prejudicam o desenvolvimento do espírito crítico de nossos alunos. E com isso fazem muito mal à educação brasileira.

Fernando L. Schüler é Doutor em Filosofia (UFRGS) e Professor do Insper. É titular da Cátedra Insper Palavra Aberta e curador do Projeto Fronteiras do Pensamento.
Fiquei pensando. É difícil e talvez impossível fazer algo imparcial.

Mas é possível fazer algo com dados reais. Com as vantagens e desvantagens de cada situação.

Esses livros citados são uma baita filha da putagem ( assim como seriam tb se fossem da mesma forma mas para a direita ).

O q eu fico pensando muito é se hoje tudo isso seria consequência de algo mais antigo. O Yuri Bezmenov que desertou da união soviética dizia que era uma forma deles fazerem guerra. Doutrinar e então no futuro meio que "sozinho" o país seria aliado deles... A URSS caiu, mas vendo uma matéria como esta que postei, me parece que a herança ficou...

[SPOILER]Vídeo pra quem nunca viu:






EviLBraiN is offline   Reply With Quote
Baron
Trooper
 

05-03-16, 17:11 #2
O problema é um só, na minha opinião: educação se dá em casa, não na escola.

A escola é boa para passar informações e socialização, mas os pais tem que acompanhar os filhos para EDUCÁ-LOS. Educar não é repassar informações de um livro ou ensinar a fazer contas (essa parte eu coloco no 'passar informações'), mas sim passar os preceitos éticos e morais que vigoram na família e preparar a criança para de fato viver a vida dela algum dia.

Não tem jeito, é pra isso que serve a família. Terceirizar para escolas a parte mais importante na formação de uma pessoa não está funcionando.

Você tem hoje um mundo em que as próprias famílias não dão a mínima para seus filhos. É o cenário perfeito para o ESTADO fazer papel de família. E tanto é verdade que é exatamente isso que está acontecendo.

Esse tema invariavelmente cai na questão da destruição da família no ocidente, o que por sua vez normalmente cai no assunto religião e afins.

Esse assunto da escola parece ser algo até que simples, mas não na verdade não é: é bem complicado.

Agora, sobre o tema de educação pública, coloco novamente o quote do Thomas Hodgskin:
'É melhor não ser educado do que ser educado pelos seus governantes'.


Ah, e esse vídeo é um dos meus favoritos de todos os tempos. Excepcional e assustador é pouco para qualificá-lo.

Baron is offline   Reply With Quote
seuboi
manboipig
 

Steam ID: seuboi
05-03-16, 17:29 #3
Ético? O que é ético, ser neutro?
Nada é neutro meu caro, nem sabão é neutro. O debate é muito mais profundo do que 'um professor barbado/coxinha com um giz na mão'.
Enquanto uma politica que se denomina liberal (direita) acredita q a educação é transformadora e emancipadora por si só (praticamente um idealismo) a esquerda ortodoxa (estadista, reformista etc) vai denomina-la como agente passivo e reprodutor do status quo. Em algum ponto vao existir autores q vao creditar à escola um papel emancipador, mesmo que não ao seu máximo, e aí que irá atuar. Se não me engano eh onde está a critica do paulo freire. Vão existir outros que irão alem desse pequeno 'intervalo emancipador', que a escola deva ser autonoma ao ponto de que fomente o pensamento critico e analitico ao maximo. Maurício tragtenberg, Newton duarte (e outros q n lembro) vao explorar essa educacao 'historico-critica'

seuboi is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

06-03-16, 01:54 #4
Sabão neutro não é neutro ?

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
roadster
Banned
 

06-03-16, 08:12 #5
acho errado, ate pq na sala pode ter gente q nao fuma e como eh um ambiente fechado nao rola
o melhor a fazer eh atravessar a rua e acender o baseado lá
assim eu como eu fazia no ginasio, ai comprimenta os professores chegando e depois escuta esporro dentro da sala de aula " q vc nao tem nem vergonha na cara e fuma na frente da escola""

e vc qual seu maximo?

roadster is offline   Reply With Quote
Oleleh
Trooper
 

Default É ético usar a sala de aula pra "fazer a cabeça" dos nossos alunos?

08-03-16, 01:02 #6
Quote:
Postado por seuboi Mostrar Post
Ético? O que é ético, ser neutro?
Nada é neutro meu caro, nem sabão é neutro. O debate é muito mais profundo do que 'um professor barbado/coxinha com um giz na mão'.
Enquanto uma politica que se denomina liberal (direita) acredita q a educação é transformadora e emancipadora por si só (praticamente um idealismo) a esquerda ortodoxa (estadista, reformista etc) vai denomina-la como agente passivo e reprodutor do status quo. Em algum ponto vao existir autores q vao creditar à escola um papel emancipador, mesmo que não ao seu máximo, e aí que irá atuar. Se não me engano eh onde está a critica do paulo freire. Vão existir outros que irão alem desse pequeno 'intervalo emancipador', que a escola deva ser autonoma ao ponto de que fomente o pensamento critico e analitico ao maximo. Maurício tragtenberg, Newton duarte (e outros q n lembro) vao explorar essa educacao 'historico-critica'

Sei que sou o mais burro aqui mas fi, que bosta de reply esse ae hein

Não se ofenda mas foi o que achei, tenho que estudar mais pra entender o que vc quis dizer, fora a previsao boi dina

Oleleh is offline   Reply With Quote
osterne
Trooper
 

08-03-16, 10:12 #7
Eu paro de ler quando vejo o primeiro "meu caro".
Atrelo automaticamente a alguém que não tem eloquência e ainda assim deseja dar um ar "sofisticado" ao texto.
Nada contra o seuboi, que fique claro.

osterne is offline   Reply With Quote
Hades
Trooper
 

08-03-16, 10:19 #8
continue a ler após o "meu caro" e encontre motivos para ter bastante contra o seuboi. não contra a pessoa, mas contra suas ideias imbecis, claro.

Hades is offline   Reply With Quote
Chronos
Caldas
 

PSN ID: lschronos2 Steam ID: lschronos
08-03-16, 11:35 #9
osterne, meu caro... você é bunitão!

Chronos is offline   Reply With Quote
Blazed
Trooper
 

08-03-16, 11:46 #10
 

Blazed is offline   Reply With Quote
death2k
Trooper
 

Gamertag: flavinhufix Steam ID: 76561197981543846
08-03-16, 11:54 #11
 


odeio quem não leva nada a sério ....meus caros...

death2k is offline   Reply With Quote
DlGuiga
Trooper
 

Steam ID: dlguiga
08-03-16, 18:12 #12
Quote:
Postado por EviLBraiN Mostrar Post
Sabão neutro não é neutro ?
Não necessariamente

DlGuiga is offline   Reply With Quote
seuboi
manboipig
 

Steam ID: seuboi
08-03-16, 20:49 #13
Quote:
Postado por Hades Mostrar Post
continue a ler após o "meu caro" e encontre motivos para ter bastante contra o seuboi. não contra a pessoa, mas contra suas ideias imbecis, claro.
aeiuorhaiuoea mais ironico eh o hades querer encontrar motivos pra atacar a IDÉIA, sendo q qd eu chamo sua idéia de "lixo" ele se ofende aoiehrae. Seu lixo, citei 3 contemplados educadores ali, ambos com ampla bibliografia, teses e artigos feitos. Aonde q ficou minha opiniao em pautar sobre o que é metodo cientifico? haerhaeu seu crente
Na real é bem assim q responde, se apegue a uma idéia e se ofenda qd ela for atacada, com ctza é mto mais embasada do q citar conteúdo sobre a mesma.

meu caro, é de gente assim q os comentários de facebook transbordam


Last edited by seuboi; 08-03-16 at 20:59..
seuboi is offline   Reply With Quote
Oleleh
Trooper
 

09-03-16, 01:23 #14
Quote:
Postado por seuboi Mostrar Post
Seu lixo, citei 3 contemplados educadores ali, ambos com ampla bibliografia, teses e artigos feitos.
Ambos pode ser usado pra 3 tb? Po, portugues ta mto diferente de qnd sai do brasil

Oleleh is offline   Reply With Quote
maurocool
 

PSN ID: maurocool-maurasia Steam ID: maurocool
09-03-16, 01:59 #15
Trambos

maurocool is offline   Reply With Quote
seuboi
manboipig
 

Steam ID: seuboi
09-03-16, 07:57 #16
"A arte de imbecilizar crianças

A arte de perder não é difícil de dominar; há tantas coisas que parecem preenchidas com a intenção de serem perdidas, que a perda delas não é nenhum desastre. Perca algo todos os dias. (…) Então pratique perder melhor, perder mais rápido: lugares e nomes, e até mesmo onde é que você queria viajar.” O poema de Elizabeth Bishop, One art, deveria ser leitura obrigatória e diária para aqueles pais que se recusam a perder seus filhos para o mundo. Em vez de acompanhá-los nessa viagem, que não é em princípio desastrosa, eles querem ampliar o tamanho do mundo que eles mesmos controlam. O mundo em forma de família. O mundo em forma de prisão.

Na arte de imbecilizar crianças, os currículos autocráticos, as seleções baseadas em exercícios mnemotécnicos e as rotinas escolares pouco significativas concorrem fortemente com o receituário oligofrênico dos pais. Nesse sentido, a primeira tática para imbecilizar crianças consiste em protegê-las discursivamente de problemas. Evitar contato com as verdades dolorosas. A bruxa e a madrasta malvada devem ser banidas com o lobo mau. Em cima do piano não há mais copo de veneno, mas suco azedo. A morte é apenas uma viagem. A forma afirmativa, pessoal e direta “Atirei o pau no gato” deve ser vertida para o mais sóbrio e correto “Não atire o pau no gato porque isso não se faz”. Corta-se assim o suporte imaginário necessário para que a criança elabore seu sadismo, bem como o masoquismo social que a cerca. De fato, a palavra “imbecil” provém do latim baculum, bastão de pastor. Alguém sem bastão é alguém que deve ser pastoreado pelos outros; alguém que não fará uso algum de seu bastão para se defender será, pois, um fraco e frágil… Sem pau para atirar.

A segunda tática para não perder os filhos para o mundo consiste na sua cretinização. Os cretinos eram crianças que habitavam os vales da Suíça, onde o sal continha pouco iodo. Sem iodo elas desenvolviam uma deficiência cognitiva associada à disfunção da tireoide. Como não podiam mais ser educadas pelos pais, elas eram transferidas para as comunidades religiosas, daí o termo chrétien (cristão). E assim fazem os pais que entregam seus filhos para a escola como se ela tivesse não apenas de os ensinar, mas educar, controlar, disciplinar, cuidar e assim por diante. E assim ocorre com os que terceirizam a educação dos filhos.

A terceira técnica na arte de não perder as crianças para o mundo consiste em mantê-las isoladas, em situação de indivíduo privado ou, como os gregos chamavam, estado de idiotés. A escola é um obstáculo para o novo espírito do neoliberalismo, que advoga que cada um de nós é uma espécie de livre empresa que deve escolher livremente seus fornecedores e aplicar seus investimentos segundo os princípios de otimização de resultados. Esses pais empreendedores sentem-se, segundo a prerrogativa de pagantes e clientes, no direito de elevar os princípios individuais e privados à dignidade da coisa pública. Educação é um empreendimento público, não é uma associação privada de interesses ampliados da família. Contudo é assim que agem os que querem proteger a criança da norma, da lei e da regra, cuja razão de ser é pública.

A arte de imbecilizar crianças, como se vê, é o contrário do que nos recomendava a poeta americana. Ela consiste em reter para nós o que devia ir para o mundo, em temer desastres quando o pior desastre já está a acontecer. É uma vida sem bastão, sem sal ou sem via pública. Quando percebemos o quanto dominamos essa arte, geralmente já é tarde demais, e nossas crianças já se foram, da pior maneira possível. De modo mais lento, para um mundo que as condenou a uma minoridade penal perpétua."

http://www.contioutra.com/a-arte-de-...izar-criancas/

----------------------------------------------
uiaheruae qual o ponto q vc quer provar oleleh? Antes eu achava q era soh troll-babaquice ds style mas ultimamente suas merdas direcionadas a mim tem sido nesse sentido, querer desqualificar pelas coisas mais estupidas
Do pouco q leio dos seus posts a grande maioria eh vc comparando huezil x japao pica. Vou ter q concordar contigo, tu eh burro, mas não por conhecer a respeito de correntes pedagogicas, ideologias etc, mas sim pq vc veste isso com orgulho pra dizer sobre o q nao sabe, como se sua """"vivência""" fosse suficiente pra te dizer sobre tudo, de educação (pq vc já frequentou a escola alguma vez nada vida, já educou seus filhos etc. Grandes bostas) a qqr outro assunto q tenha conhecimento pela internetz.
Tu eh burro na mesma linha q o hades tem sido, exceto q pra ele, tudo q nao deriva do famigerado Deus Mercado não presta. Talvez vc tenha um pingo de lucidez e não se enquadre no texto abaixo, do contrario, meus pesames:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Anti-intelectualismo

seuboi is offline   Reply With Quote
death2k
Trooper
 

Gamertag: flavinhufix Steam ID: 76561197981543846
09-03-16, 09:23 #17
Achei um dos textos mais idiotas e sem fundamentos que já li ... escrito por algum desconhecido sem família e sem filhos .. o mundo evolui , as crianças tbm.. meu filho não tem mais medo da historia do lobo mau ... ele tinha medo dos Decepticons..

"as seleções baseadas em exercícios mnemotécnicos e as rotinas escolares pouco significativas concorrem fortemente com o receituário oligofrênico dos pais."

o que quis falar com esse texto seuboi ?

death2k is offline   Reply With Quote
seuboi
manboipig
 

Steam ID: seuboi
09-03-16, 11:19 #18
com essa frase em si quis dizer algo na linha de q as escolas (métodos pedagogicos) voltados ao pragmatismo, ao aprender-a-aprender (ao invés do conhecimento consolidado em si) são tao prejudiciais qt o adulto fazendo esse mesmo intermédio com a criança, daí ele compara isso com a etimologia desses palavrões

tb achei desnecessauro falar tão rebuscado se tinha maneira mais direta pra dizer isso, mas sei la, vai da linha do autor, por mais q ele tenha tentado crescer nas palavras ainda assim a idéia ta aí exposta, principalmente confrontando essa visão centrista e neutra do tal filósofo ai do inicio do post

E repito, sua experiencia com seu filho nao eh parametro algum se ele tem medo de robos ou lobos, do ponto de vista da pedagogia como campo de estudo. É valida como dados e experiencias, transformar isso em conclusões eh q eu acho preciptado

seuboi is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

09-03-16, 11:41 #19
Achei a primeira parte boa.

A segunda quando diz q educação é algo do estado e não privado. Para né. Reforça o primeiro texto sobre doutrinação pelo estado.

Primeira parte ótima. Segunda parte bosta.

Até parece proposital. Falar algo lógico, coerente e na sequência enfiar uma doutrinação pra ver se a pessoa segue no clima e engole a segunda parte pq tava curtindo a primeira.

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
colher
tony
 

Steam ID: spooneta
09-03-16, 11:43 #20

colher is offline   Reply With Quote
Chronos
Caldas
 

PSN ID: lschronos2 Steam ID: lschronos
09-03-16, 12:00 #21
http://www.gazetadopovo.com.br/vida-...vjf7ockb9augpv

Intel, explique-se!

Quote:
Alunos de escola no Paraná recebem desenhos pornográficos para colorir

07/03/2016 19h39 Laura Beal Bordin

350
0
Comentários (50)

Os alunos da Escola Municipal Cecília Meireles em Agudos do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), receberam como tarefa de casa na aula de Artes a pintura de um desenho pornográfico. A imagem foi obtida pela reportagem da Banda B e assustou as mães dos estudantes do 4.º ano do ensino fundamental da escola, que tem entre 8 e 9 anos. De acordo com a reportagem, o desenho foi entregue às crianças de uma mesma turma na quinta-feira (3). Elas começaram a pintura em sala de aula e deveriam terminar o trabalho em casa. Os pais, assustados com a imagem, procuraram a diretoria da escola, que informou sobre o ocorrido à Secretaria de Educação da cidade.
Análise: caso dá a oportunidade para discutir situações que colocam valores na berlinda

Procurada pela reportagem da Gazeta do Povo, a Secretaria Municipal de Educação de Agudos do Sul afirmou o ocorrido foi um erro pessoal da professora e que a funcionária foi afastada da função. De acordo com a secretaria, o caso está investigado pelo Conselho Tutelar da cidade e pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR). A responsável pela pasta, Elange Negrelli, afirmou que não comentaria o caso, mas afirmou à reportagem da Gazeta que se algum pai teve algum problema com o fato, ele deveria procurar diretamente a secretaria para obter esclarecimentos. O Conselho Tutelar foi procurado e informou que não poderia se pronunciar sobre o caso, que está sob sigilo.

O MP-PR afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a promotora do município já tomou conhecimento do caso, que está sob investigação. O MP ainda informou que não poderia dar nenhum detalhe do procedimento já que, por se tratar de um caso que envolve crianças, o processo é sigiloso.

O prefeito da cidade, Antonio da Luz (PP), afirmou na tarde desta segunda-feira (7) que ainda não tinha recebido informações sobre o caso.

achei este tópico mais adequado do que o original (apoie um projeto de um darknerd)

Chronos is offline   Reply With Quote
rockafeller
Chief Rocka
 

09-03-16, 12:29 #22
 


seu inutil

rockafeller is offline   Reply With Quote
rockafeller
Chief Rocka
 

09-03-16, 13:05 #23
só pra constar, on topic

esses dias tava lendo umas discussões de "politica" no facebook (coisa boa), e vi essa mina aqui:

 



essa mina falou tanto ABSURDO que eu quase vomitei (preciso fazer uma tomografia pra ver se está tudo ok ainda)

daí ela se despediu da galera dizendo:

"ok, agora dá licença q estou indo educar o filho de vcs com meus ideais marxistas "

isso sim me tirou do sério
heheheh

edit: acabei de ver o perfil dela, e enquanto eu tenho 138 amigos, ela tem:
Friends · 4,957

rockafeller is offline   Reply With Quote
Chronos
Caldas
 

PSN ID: lschronos2 Steam ID: lschronos
09-03-16, 13:10 #24
Quote:
Postado por rockafeller Mostrar Post
[IMAGEM]

seu inutil
Realmente, faltou a imagem.

Chronos is offline   Reply With Quote
seuboi
manboipig
 

Steam ID: seuboi
09-03-16, 15:16 #25
Quote:
Postado por EviLBraiN Mostrar Post
Achei a primeira parte boa.

A segunda quando diz q educação é algo do estado e não privado. Para né. Reforça o primeiro texto sobre doutrinação pelo estado.

Primeira parte ótima. Segunda parte bosta.

Até parece proposital. Falar algo lógico, coerente e na sequência enfiar uma doutrinação pra ver se a pessoa segue no clima e engole a segunda parte pq tava curtindo a primeira.
Acredito q esteja se referindo a partir do quarto paragrafo em diante né? Se não for e tiver coisa antes, me equivoquei

Eu acredito q os ultimos fragmentos não quiseram dizer isso: "Publico é massa, privado é lixo, logo, filhos em escola privada = lixo", mas foi mais fundo q isso. Qd ele diz que a "A escola é um obstáculo para o novo espírito do neoliberalismo" se pauta nas correntes histórico-críticas de pedagogias q eu coloquei no primeiro post.
Nao sou leitor deles, mas posso dizer sobre a linha de Vygotsky q utilizei bastante na minha pesquisa. Resumindo de forma muito chula (até pq nao sou pedagogo, linguista ou docente), sua metodologia pedagogica supõe q a educacao (tanto como ente como infraestrutura) tenha um papel revolucionário na sociedade. Ou seja, o individuo entra na escola, aprende com seus docentes. Estes, por sua vez, acabam aprendendo também com o individuo, pois ele é parte da sociedade em que a escola está inserida e é aí q está o pulo do gato: A escola não deve se apresentar como ente vertical, superior ao aluno e este subordinado a ela. Horizontalmente ela se põe na mesma posição de poder que o aluno, embora ambos tenham atividades e objetivos distintos.
Por exemplo, posso citar minha instituicao (como conhecimento de causa rs) como o lado oposto a este, onde a metodologia educacional é imbricada com uma burocracia q nao diz respeito a pedagogia, mas sim de práticas epistemicas de seus proprios fundamentos: Só vai mudar se for beneficiaria pra ela (e seus entes). O que os alunos perdem? Não tem o mínimo de experiência q deveriam ter para enfrentar o mercado de trabalho (nem em aspectos tecnicos e muito menos em logicos), onde tudo se reduz a uma sobrecarga imensa de trabalhos que não acrescentam em nada ao aluno, onde a única coisa que importa é produzir. Pior, nem é produzir no sentido prático, mas sempre sob o viés empreendedorista, onde vc q tem q dar a cara a tapa pra que dê certo, você tem q correr atrás, você só vai conseguir se for dono do seu negócio (mercado de trabalho pra q né). E mais cretinamente se utilizando de determinadas áreas do conhecimento. Em psicologia o que se aprende são pontos extremamente isolados de correntes behavioristas, onde aprende-se o que seduz, o que atrai. Bela psicologia. E linguagem? Semiótica peirceana, signos, significantes, simbols blabla.

Ora como isso não é uma ideologia? Se ela ensina a respeitar a hierarquia (burocracia), produzir o máximo e aprender o mínimo (as custas da saúde de todos os envolvidos, das custas do Estado etc etc), o que ela está formando? Eu vejo mais uma esteira de produção do que um ensino superior.
Ainda assim, é dentro desse espaço que existe a possibilidade (não vou nem dizer liberdade) de conhecer uma infinidade de novos conteúdos, cada um deles adicionando uma particularidade q jamais seria possível fora daqui, a menos q alguem tenha como hobby ir pra biblioteca e pesquisar (nao googlar rs) sobre o que achar legal.
É nesse intervalo que ele insere essa idéia da escola ser uma forma de resistência, o recanto que produz movimentos contrários a lógica neoliberal. Se isso é papel do Estado ou de financiamento privado é outro assunto...

[SPOILER]achei meio injusto eu nao levar em consideracao a vivencia e querer adicionar o meu exemplo rs, mas pra compreender oq seria essa pratica pedagogica pragmatista recomendo um fragmento de uma palestra do newton duarte a respeito (a palestra é ampla mas esse recorte aborda justamente essa realidade)




Last edited by seuboi; 09-03-16 at 23:43..
seuboi is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

09-03-16, 20:07 #26
A interpretação que vc fez do texto eu tb concordo.

Eu havia feito outra. Mas pelo visto explicando-se a gente concorda.

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
Oleleh
Trooper
 

09-03-16, 22:13 #27
Ae seu boi, tiro o chapeu pro seu ultimo post, bem melhor que o primeiro
Bjsmeliga

Oleleh is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

10-03-16, 10:50 #28

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
seuboi
manboipig
 

Steam ID: seuboi
10-03-16, 23:38 #29
Hahrua esse moleque é uma piada msm. Tá, não vi conteúdo algum nesse vídeo, um monte de boçalzinho empreendedor q certamente falam mal de políticas protecionistas q arruinam seus negócios. Aonde tem conteúdo de educação ali pra mulher falar de História? Ela fala pra analisar as expericiencias dessas tentativas de implementações e ai corta pro gurizinho fazendo chacota, tão honesto qt PT imprimindo PÁTRIA EDUCADORA na tv. Mostra a pauta do evento pra ver se chamar críticos da educação, pedagogia etc.
Eh oq eu to falando, falar merda de uma determinada área do conhecimento exato (tipo química) eh bizarro e extremamente condenado. Falar merda de história, antropologia, sociologia tá de boa pq eh soh "minha opinião", mesmo q esteja batendo de frente com um pós doutor no assunto.
Anti intelectualismo fedendo a kms

seuboi is offline   Reply With Quote
Oleleh
Trooper
 

11-03-16, 08:07 #30
seuboi, me explica o que a mulher falou de errado

Oleleh is offline   Reply With Quote
seuboi
manboipig
 

Steam ID: seuboi
11-03-16, 08:22 #31
cara, visto o q te respondi ali em cima nao sei se vale a pena eu gastar teclado contigo, se ta perguntando pq realmente quer saber (usando história e não senso comum) ou se é só pq questionar isso te faz sentir incomodado.
De qqr maneira eu tentei abrir algumas consequencias dessas experiencias, pena q eu tava falando com uma porta neoliberal (baron)

http://forum.darkside.com.br/vb/comu...vidos-iii.html

edit: olha o nível dos teus posts nesse tópico aioehraeahu, daí cuzões fomos nós por parecermos "DOIS RIQUNHOS BURGUESES DISCUTINDO"

seuboi is offline   Reply With Quote
death2k
Trooper
 

Gamertag: flavinhufix Steam ID: 76561197981543846
11-03-16, 09:16 #32
parece não .. acha .. q isso.. magina ..

death2k is offline   Reply With Quote
Oleleh
Trooper
 

11-03-16, 09:52 #33
Hahahahahha
Lembrei de voce seuboi, eu nunca presto atençao nos nicks das respostas nas discussoes, só vou vendo as ideias, não te persigo pela ds

Aqui caiu como coincidência

Deixa quieto, vou deixar voces ae discutindo

Tchau

Oleleh is offline   Reply With Quote
SigSnake
Trooper
 

11-03-16, 10:49 #34
Topic:

Quote:
Postado por EviLBraiN Mostrar Post
É ético usar a sala de aula pra "fazer a cabeça" dos nossos alunos?

A depender dos livros didáticos nacionais, os jovens terão uma visão rudimentar, de um mundo dividido entre capitalistas malvados versus heróis da resistência

Quote:
Postado por seuboi Mostrar Post
É nesse intervalo que ele insere essa idéia da escola ser uma forma de resistência, o recanto que produz movimentos contrários a lógica neoliberal.
Quote para a posteridade rs

SigSnake is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

11-03-16, 10:56 #35
Quote:
Postado por seuboi Mostrar Post
Hahrua esse moleque é uma piada msm. Tá, não vi conteúdo algum nesse vídeo, um monte de boçalzinho empreendedor q certamente falam mal de políticas protecionistas q arruinam seus negócios. Aonde tem conteúdo de educação ali pra mulher falar de História? Ela fala pra analisar as expericiencias dessas tentativas de implementações e ai corta pro gurizinho fazendo chacota, tão honesto qt PT imprimindo PÁTRIA EDUCADORA na tv. Mostra a pauta do evento pra ver se chamar críticos da educação, pedagogia etc.
Eh oq eu to falando, falar merda de uma determinada área do conhecimento exato (tipo química) eh bizarro e extremamente condenado. Falar merda de história, antropologia, sociologia tá de boa pq eh soh "minha opinião", mesmo q esteja batendo de frente com um pós doutor no assunto.
Anti intelectualismo fedendo a kms
Rapaz, que xilique...

Só pq o vídeo é um corte de um programa inteiro vc já surtou ? Credo...

Vc não precisa concordar com o que o cara acha certo de modelo econômico. Mas o que ele está falando é que no Brasil o governo está doutrinando através da educação que só o modelo de esquerda é bom.

E o topic é sobre isto. Não é sobre se o modelo de esquerda ou o de direita é o melhor. É sobre o papel do governo ao educar. Se é ético educar que só a direita ou só a esquerda é boa.

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
Fura Olho
wat
 

XFIRE ID: EmB_FuraOlho Steam ID: gustavomartino
11-03-16, 11:32 #36
ah questao leva a um pensamento bem mais profundo: o estado deve ter competencia e/ou poder pra selecionar o conteudo q eh ministrado em sala de aula?

eu particularmente acho isso inaceitavel nao apenas por considerar um estupro a liberdade individual, mas tb pelo vies do controle ideologico do conteudo escolhido. fica ainda mais grave pelo uso bizarro da linha construtivista aplicada no brasil, q virou um decoreba sem fim q partir de mudancas aplicadas desde a epoca dos militares

uma crianca precisa se formar como individuo nao apenas pra sociedade, como tb pra si mesmo. nesse ponto, o metodo de ensino q temos falharia mesmo se o conteudo aplicado fosse espetacular. o ideal IMHO eh q cada escola tivesse autonomia pra decidir, em conjunto com os professores, pais E alunos (sim, eles tb) nao so o conteudo como tb o metodo de aplicacao desse conteudo, de acordo com criterios claros de avaliacao regular a partir de requisitos minimos pra cada idade/periodo/serie. NA PRATICA, nao apenas na teoria

e dai se o guri da 5a serie quiser se aprofundar mais em matematica abstrata e nao curtir mto historia? decorar puramente a historia da humanidade nao ensina nada sobre as causas e efeitos do q se passou. todos aqui estudaram profundamente a historia do oriente medio desde a mesopotamia, mas so quem estudou novamente a partir do contexto consegue entender a crise migratoria atual. estudamos geopolitica desde a grecia antiga ate elementos tipo a politica do cafe com leite, mas nao sabemos criticar o uso plutocratico do BNDES e nem percebemos a cleptocracia em vigencia. ou seja, viramos imensos bancos de dados de onde nao eh possivel extrair informacoes por nao termos aprendido a processar e interpretar esses dados

logo, quao absurdo eh a atuacao do estado na perpetuacao e no uso ideologico dessa "linha pedagogica" imprestavel em vigencia?

Fura Olho is offline   Reply With Quote
marconds
PHD em Dota 2
 

11-03-16, 12:00 #37
PORRA @EviLBraiN;
vi no face essa semana... esse vídeo me deu vergonha alheia total

marconds is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

11-03-16, 12:23 #38
Ótimo @marconds; . Você pode usar, se quiser, o vídeo de várias maneiras.

Pode postar no lol vids e rir da cara do idiota.

Pode postar aqui e discutir sobre o papel do estado em educação ( o q o fura postou belamente acima ).

Pode iniciar um topic sobre direita x esquerda.

Pode explicar aqui o que vc discorda das idéias dele e que te deu vergonha alhei.

Ou sobre o quão mal vestido ele está e por isto te deu vergonha alhei.

Ou sobre o inglês ruim dele e pedir pro rocka dar umas aulas.

Pode fazer o q quiser... liberte sua alma gaúcha...

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

11-03-16, 12:35 #39
Ganha um positivo que acerta o rosto de quem é este na cartilha de saúde do homem do SUS:

 



É deste tipo de coisa q tô falando. Só q talvez vc não goste marconds, pq foi o cara q te deu vergolha alheia q postou no face...

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
Blazed
Trooper
 

11-03-16, 12:59 #40
KUNKKA

 

Blazed is offline   Reply With Quote
rockafeller
Chief Rocka
 

11-03-16, 13:09 #41
CHE GUEVARA?

rockafeller is offline   Reply With Quote
Fura Olho
wat
 

XFIRE ID: EmB_FuraOlho Steam ID: gustavomartino
11-03-16, 13:38 #42
cartilha do homem, rapá
obviamente eh o @maurocool

Fura Olho is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

11-03-16, 14:24 #43
Quote:
Postado por rockafeller Mostrar Post
CHE GUEVARA?
yeap

Grande ídolo masculino a ser seguido.

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
Fura Olho
wat
 

XFIRE ID: EmB_FuraOlho Steam ID: gustavomartino
11-03-16, 14:46 #44
Quote:
Postado por EviLBraiN Mostrar Post
yeap

Grande ídolo masculino a ser seguido.
nao nao

o grande idolo masculino a ser seguido eh o @maurocool

eh claramente ele na imagem

Fura Olho is offline   Reply With Quote
death2k
Trooper
 

Gamertag: flavinhufix Steam ID: 76561197981543846
11-03-16, 14:52 #45
do Maurocool?

death2k is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

11-03-16, 14:55 #46
É difícil argumentar contra o desbravador de batatinhas.

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
marconds
PHD em Dota 2
 

11-03-16, 16:12 #47
Eu me expressei errado -na verdade, eu mal me expressei-, mas é que esse Van Hattem é tão patético que eu acho uma perda de tempo ficar falando mal dele. Não é o problema com a questão da ideologia na sala de aula.

marconds is offline   Reply With Quote
seuboi
manboipig
 

Steam ID: seuboi
11-03-16, 18:02 #48
Quote:
Postado por EviLBraiN Mostrar Post
Rapaz, que xilique...

Só pq o vídeo é um corte de um programa inteiro vc já surtou ? Credo...

Vc não precisa concordar com o que o cara acha certo de modelo econômico. Mas o que ele está falando é que no Brasil o governo está doutrinando através da educação que só o modelo de esquerda é bom.

E o topic é sobre isto. Não é sobre se o modelo de esquerda ou o de direita é o melhor. É sobre o papel do governo ao educar. Se é ético educar que só a direita ou só a esquerda é boa.
aiheoiaher desculpe, nao foi xilique

eu n fiz chacota por ser apenas um fragmento, esse cara da Cato, SFL, esse boçalzinho van hatten são figurinhas marcadas nessa militância pela """liberdade""", daí é óbvio o nível do discurso q vai surgir daí, por isso nao entendi o pq de ter colado isso aqui.
É q me parece mto evidente o papel do governo ao educar: propagar suas ideologias, ache vc bom ou ruim. Ser ético acho q eh um discurso q nao cabe aqui pq, como disse antes, não existe educação "frentista". Ao menos na minha visão de q o Estado e seus braços governamentais só estarão alinhados com o modelo ideologico que se identifiquem.

Se vc acredita q o ideal seria prover uma educação ampla e de qualidade que fomente o livre pensamento crítico independentemente do meio a que se inserem, então estamos juntos. Só q nao eh o q acontece no estado de direito, logo, é impossível pensar em educação ""etica"" (neutra), oq vai abrir a discussão pra possibilidade e/ou diminuição/ampliação da força do estado em nossas vidas, outros vão dizer q o meio é aboli-lo da sua atual estrutura etc

seuboi is offline   Reply With Quote
seuboi
manboipig
 

Steam ID: seuboi
11-03-16, 18:11 #49
Quote:
Postado por SigSnake Mostrar Post
Topic:
Quote para a posteridade rs
waw, uma opinião de quem leu dois posts do topico! To passada

 

seuboi is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

12-03-16, 01:30 #50
Quote:
Postado por seuboi Mostrar Post
Se vc acredita q o ideal seria prover uma educação ampla e de qualidade que fomente o livre pensamento crítico independentemente do meio a que se inserem, então estamos juntos.
Issae... Vamos sonhar !!!


EviLBraiN is offline   Reply With Quote
Potato
Trooper
 

Steam ID: guilhermeaiki
14-03-16, 10:14 #51
Caraca, fui em um show ontem e conversando com um amigo meu professor descobri que a mulecada tem na grade: sociologia, história, geografia e filosofia. Eu não perguntei, mas se tiver 1 aula por semana, são no mínimo 4 horas por semana.

Como grande maioria dos professores se consideram da "esquerda clássica ou revolucionária", ai é foda pra caralho, é desproporcional, só vai ser ensinando essa corrente de pensamento. Imagina um moleque que sai do terceiro ano do colegial e não encontra emprego e pensa em abrir um próprio negócio pra sobreviver? A visão dele sobre empreender e sobre a economia é totalmente distorcida e tendenciosa.

triste =(
@b1r0;

Potato is offline   Reply With Quote
SigSnake
Trooper
 

14-03-16, 10:59 #52
Quote:
Postado por seuboi Mostrar Post
waw, uma opinião de quem leu dois posts do topico!

[IMAGEM][/URL]
não é opEneão

é quote para posteridade diante de tanta sabedoria

Então potato, fica tranquilo... quando adolescente escuta A, ele obviamente vai fazer B... tipo o PT, o governo que mais doutrinou a população falando que a esquerda é tudibom, e o que ocorreu? O brasil nunca teve tanto liberalista quanto tem hj...

Fica tranquilo que tudo se ajeita, se não é pelo amor (rs) é pela dor

SigSnake is offline   Reply With Quote
FeDaYkIn
e tenho dito
 

14-03-16, 13:46 #53
Isso é escola:
http://forum.darkside.com.br/vb/comu...-educacao.html

Alguém aí chuta o motivo disso não ser o formato oficial do governo (não só o nosso)?
uihauiehauiehauie

FeDaYkIn is offline   Reply With Quote
Zigfried
Trooper
 

XFIRE ID: k00patroopa Steam ID: koopatroopa_
05-07-16, 21:13 #54

Zigfried is offline   Reply With Quote
Solluna
Trooper
 

Steam ID: stfear32
05-07-16, 21:42 #55
respondendo ao OP, pra fazer a cabeça tem hora.

Solluna is offline   Reply With Quote
percezione
Trooper
 

Steam ID: brunorei
06-07-16, 14:59 #56
/quit DS
Zig <3

percezione is offline   Reply With Quote
snake
Trooper
 

07-07-16, 19:00 #57
Menina 'defende' capitalismo em questão de prova, leva nota zero e mãe questiona: 'Escola sem partido?'

(...)

A introdução da questão dizia: "O processo de globalização, que vive o mundo de hoje, propõe como elemento de estabilidade social, econômica e política, o velho paradigma das leis de mercado. (...) sobrevive só quem tem competência". Em seguida, vinha o enunciado: "Considerando o texto acima, podemos afirmar que o capitalismo fundamenta a lógica imoral da exclusão. Justifique tal afirmativa".

(...)

http://extra.globo.com/noticias/vira...-19380565.html

snake is offline   Reply With Quote
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
07-07-16, 19:56 #58


https://www.facebook.com/rafael.ross...10?pnref=story

[SPOILER]
É divertido fazer análise de discurso, porque as pessoas acabam traindo no subtexto justamente o mais queriam esconder no texto.

Tomem, por exemplo, o Leandro Karnal.

Sobre o Escola sem Partido, diz ele que é "uma asneira sem tamanho, uma bobagem conservadora, é coisa de gente que não é formada na área", que é "substituir o que eles imaginam ser uma ideologia por outra ideologia, que é uma ideologia conservadora" (...) "seria muito bom que um professor não impusesse apenas uma ideologia, e que abrisse caminho para o debate, mas é uma crença fantasiosa de uma direita delirante e absurdamente estúpida de que a escola forme a cabeça das pessoas" (...) "eu gostaria de uma escola que suscitasse o debate, eu gostaria de uma escola que colocasse para o aluno no século XIX um texto Stuart Mill ao lado de um texto de Marx e que o aluno debatesse os dois textos, mas se um professor for militante de um partido de esquerda também faz parte".

Ele começa negando a existência de uma ideologia de esquerda no ensino, ou ao menos diminuindo sua importância ("o que eles IMAGINAM ser uma ideologia") para em seguida reconhecer, com todas as forças, que EXISTE uma ideologia CONSERVADORA. Dá a impressão que ser de esquerda é natural como respirar, é tão transparente à natureza humana que é uma coisa que nem se nota, ao passo que tudo o que não é ser de esquerda "é uma asneira sem tamanho, uma bobagem", uma aberração.
Pior, "é coisa de gente QUE NÃO É FORMADA NA ÁREA", como se História fosse física quântica, e a ausência de uma titulação, por si só, bloqueasse o debate, como se a Saraiva não vendesse os livros do Gibbon, do Toynbee ou da Hymmelfarb a quem não exibisse o diploma.

Essa "gente que não é formada na área" tem um nome mais popular: chamam-se PAIS.

E vejam só, ele "gostaria de uma escola que suscitasse o debate", mas como ele próprio reconhece que essa escola não existe, se o "professor for militante de esquerda" TUDO BEM - só não está bem se for da "direita delirante".

O cômico é que o Karnal se mostra consciente de que existe um viés, se filia à deontologia ("eu gostaria de uma escola que apresentasse Mill e Marx lado a lado"), mas ele próprio confessa que não faria o que entende ser ideal (afinal de contas, a direita - representada no exemplo dele pelo Mill - é "delirante e absurdamente estúpida")

Na verdade, pra saber o que REALMENTE pensa o Leandro Karnal, não precisaríamos nem mesmo ter assistido ao Roda Viva, mas apenas saber que ele está posicionado à esquerda no espectro político-ideológico. E o que pensam alguns pontífices da esquerda sobre a educação?

Para Gramsci, a hegemonia, a relação de domínio de uma classe social sobre o conjunto da sociedade, seria construída sobre dois pilares: a força e o consenso.

O consenso diz respeito sobretudo à cultura: trata-se de uma liderança ideológica conquistada entre a maioria da sociedade e formada por um conjunto de valores morais e regras de comportamento. Segundo Gramsci, “toda relação de hegemonia é necessariamente uma relação pedagógica”, isto é, de aprendizado.

A hegemonia é obtida, segundo Gramsci, por meio de uma luta “de direções contrastantes, primeiro no campo da ética, depois no da política”. Ou seja, é necessário primeiro conquistar as mentes, depois o poder.

Onde é a arena em que se conquistam as mentes, por definição? Bingo.

Paulo Freire, obviamente, enxergava o educador como um ativista, um transformador de realidade. Em outras palavras, um revolucionário, alguém que colocava a pedagogia a serviço de uma agenda. No seu já conhecido vocabulário críptico e semi-indecifrável, "você, eu, um sem-número de educadores sabemos todos que a educação não é a chave das transformações do mundo, mas sabemos também que as mudanças do mundo são um quefazer educativo em si mesmas. Sabemos que a educação não pode tudo, mas pode alguma coisa. Sua força reside exatamente na sua fraqueza. Cabe a nós pôr sua força a serviço de nossos sonhos."

Agora imaginem o professor de História do seu filho moldando a cabeça do menino de acordo com os sonhos DELE (do professor).

O advento dessa ideologia perniciosa e tacanha transformou a escola numa máquina de moer cérebros, cujo pináculo são aqueles alunos da rede pública cantarolando "os burgueses não moram na favela, estão nas empresas explorando a galera, e os proletários o salário é uma miséria, essa é a mais valia vamos acabar com ela" ao som de funk.

Lutem, mas lutem muito mesmo, por uma escola sem ideologia e que ensine não luta de classes, mas linguagem e cálculo, do contrário nosso futuro será parecido com a distopia de "Idiocracy", em que as pessoas passam fome porque não sabem mais como se planta.

Jeep is offline   Reply With Quote
Zigfried
Trooper
 

XFIRE ID: k00patroopa Steam ID: koopatroopa_
07-07-16, 20:52 #59
Nego ta viajando demais.

Nego nao sabe o que se passa numa sala de aula.

Nego esquece que "esquerda x direita" só é passado pra adolescente.

Aí a coisa é diferente. Mlkada nao é tao tapada assim. 90% tao pouco cagando pra o que vc fala. Só decora o que ta na apostila/caderno, escreve na prova e esquece tudo no dia seguinte após a prova.

Os outros 10% sao os mais "espertos" vao tomar partido do qual eles gostam. Nao vai ter pai/professor que vai definir isso.

Esse lance de "escola sem partido" nao é uma "direita delirante". É de uma "classe media delirante". Pais de escola particular que acha que estao fazendo lavagem cerebral em mlk de 14-17 anos. Sendo QUE NAO EXISTE UMA PORRA DE UM MATERIAL DIDÁTICO NESSE PAÍS QUE NAO DEIXE BEM CLARO AS CARACTERÍSTICAS DE CADA VERTENTE.

Agora, se o pai ou o filho nao sabe filtrar isso, aí nao é culpa da escola e nem professor do moleque ser tapado assim.

Entao o Karnal errou no "é coisa de quem nao é formado na área". O certo é "coisa de quem não trabalha na área"


Agora o video nao tem nada de demais.

Eu dou aula de socialismo/capitalismo. Divido a sala em grupo e peço para cada grupo fazer uma apresentacao sobre o tema. Se fizessem uma parodia assim, seria top.

E outra, musiquinha sobre tabela periodica pode, mas sobre marx nao?

Zigfried is offline   Reply With Quote
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
07-07-16, 21:07 #60
Reportagem de 2007

http://revistaepoca.globo.com/Revist...-15223,00.html

Quote:
ÉPOCA fez um levantamento de 20 livros didáticos e 28 apostilas de História e Geografia adotados por escolas públicas e privadas. Em um país democrático, pode-se esperar que os títulos reflitam o amplo espectro ideológico e político da sociedade. Não é o que ocorre. A maioria dos livros – em especial os de História – é simpática ao socialismo e apresenta o livre mercado como um modelo econômico gerador de desigualdade e pobreza. Embora a ênfase seja desequilibrada para a ideologia de esquerda, isso faz parte do jogo democrático. O dado que assusta é a quantidade de distorções que os autores fazem em nome da visão socialista. Existem dois tipos de problemas. O primeiro é a omissão. Ao tratar de revoluções socialistas, como a da China e a de Cuba, vários livros deixam de mencionar o caráter opressivo e ditatorial desses regimes. Além disso, a ideologia leva alguns autores a publicar informações erradas, como dizer que a globalização aumentou a pobreza mundial. Segundo dados da ONU, a abertura do comércio internacional da década de 90 fez com que a renda per capita dos países pobres crescesse mais que a dos países desenvolvidos (confira nos quadros).
http://www.escolasempartido.org/livros-didaticos

Jeep is offline   Reply With Quote
Zigfried
Trooper
 

XFIRE ID: k00patroopa Steam ID: koopatroopa_
07-07-16, 21:50 #61
Só dou aula pra escola particular. Dei poucas aula no Estado e nem pretendo mais. Nao por 11 reais por aula.

Ja trabalhei com os mais famosos. Anglo, Objetivo, J. Piaget, Pueri Domus, Integral, SAS e agora mexo com o Bernoulli.

Todos (o Bernoulli é menos, talvez) são bem imparciais. O que nao rola, o que pra mim é o que "deixa a galera puta" é que nao falam "socialismo é um cancer e o livre mercado é a cura".

Nao li as matérias que vc postou, dei uma leve olhada no do "escola sem partido" e vi que boa parte que eles falam é sobre livre didático de escola publica. Aí não é a minha área. Só nao achei o "confira nos quadros" aí no fim do quote.

Mas vai na fé. Molecada de 15 anos, tão CAGANDO E ANDANDO pra socialismo e livre mercado.

Zigfried is offline   Reply With Quote
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
07-07-16, 22:41 #62
se eles cagarem e andarem a respeito, terao problemas no enem, nao?

sobre professor nao fazer cabeca, aconselho "a onda", baseado em:
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Th...ve_(experiment)

Jeep is offline   Reply With Quote
DlGuiga
Trooper
 

Steam ID: dlguiga
07-07-16, 22:50 #63
Realidade de escola particular é outra, Zig, não dá pra comparar.

DlGuiga is offline   Reply With Quote
Zigfried
Trooper
 

XFIRE ID: k00patroopa Steam ID: koopatroopa_
07-07-16, 22:52 #64
Aí entra o que falei. 90% decora apenas para a prova (no caso, ENEM) e dps fazem questão de esquecer.

Ja vi esse A Onda. Tanto o filme com o curta. É um experimento bem legal. Tenho um amigo que faz algo parecido.
Ele diz que sobre um "novo presidente" que transformou o país X. Mostra dados sobre como o país melhorou. Dps ele pergunta pra molecada a opiniao deles. 100% acha o cara foda, quer que o cara venha ser presidente aqui e tal. No fim ele mostra a foto do cara. É a foto do Hitler.

Já vi essa aula. é espetacular.

Sabe quantos alunos viram nazistas dps?! Nenhum.

Saabe quanto vão mto bem na prova dps?! Metade.

A outra metade, msm tendo prestado atenção, esquece de tudo 10mins dps.

Zigfried is offline   Reply With Quote
Zigfried
Trooper
 

XFIRE ID: k00patroopa Steam ID: koopatroopa_
07-07-16, 23:12 #65
Quote:
Postado por DlGuiga Mostrar Post
Realidade de escola particular é outra, Zig, não dá pra comparar.
Em alguns pontos. Boa parte dos professores de escola particular tbm dao aula em publica.

Só acho que existem problemas mtoooo maiores do que a opiniao politica do professor.

Zigfried is offline   Reply With Quote
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
07-07-16, 23:47 #66
Quote:
Postado por Zigfried Mostrar Post
Aí entra o que falei. 90% decora apenas para a prova (no caso, ENEM) e dps fazem questão de esquecer.
Em qq discussao a respeito de historia ou politica as pessoas vao citar dados que em algum momento estudaram na escola. Se esses dados vao ser confrontados com outros textos ou outras leituras de situacao é que sao elas. Eu mesmo cansei de acreditar piamente em determinados acontecimentos que "aprendi" na escola, e alguem no forum postar fotos, links e textos que contrariavam, e ai vc vai pesquisar e ve que sua versao é beeeeem mais fraquinha, isso quando vc encontra alguma coisa.

Quote:
Ele diz que sobre um "novo presidente" que transformou o país X. Mostra dados sobre como o país melhorou. Dps ele pergunta pra molecada a opiniao deles. 100% acha o cara foda, quer que o cara venha ser presidente aqui e tal. No fim ele mostra a foto do cara. É a foto do Hitler.
Essa associacao de "totalmente errado" a uma pessoa é um truque de showman bem classico, palestrantes amam usar, comercial da folha de sao paulo adorava tambem, mas ninguem, nem o hitler, conseguia estar errado 100% do tempo e de qq forma, so confirma que as pessoas sao manipulaveis, se no final tivesse dito "...e esse cara é o Paulo, candidato a vereador aqui da cidade", pode ter certeza que ele teria ganho eleitores, ou no minimo, simpatizantes.

Quote:
Sabe quantos alunos viram nazistas dps?! Nenhum.
Mas ate ai, praticamente ninguem se identifica como nazista ou fascista, é socialmente feio e condenavel, mas eles reproduzem o comportamento e chamam de "xpto", mas qq observador externo honesto iria dizer "sao fascistas", o filme é bem claro nisso.

Quote:
Sabe quanto vão mto bem na prova dps?! Metade.
A outra metade, msm tendo prestado atenção, esquece de tudo 10mins dps.
Vc ate pode nao ir bem na prova do assunto, mas se gostou das ideias e se sentiu bem com elas, vai aceitar esse discurso com mais facilidade quando alguem o repetir.

Jeep is offline   Reply With Quote
Zigfried
Trooper
 

XFIRE ID: k00patroopa Steam ID: koopatroopa_
08-07-16, 00:36 #67
Quote:
Postado por Jeep Mostrar Post
Em qq discussao a respeito de historia ou politica as pessoas vao citar dados que em algum momento estudaram na escola. Se esses dados vao ser confrontados com outros textos ou outras leituras de situacao é que sao elas. Eu mesmo cansei de acreditar piamente em determinados acontecimentos que "aprendi" na escola, e alguem no forum postar fotos, links e textos que contrariavam, e ai vc vai pesquisar e ve que sua versao é beeeeem mais fraquinha, isso quando vc encontra alguma coisa.
Nao entendi o que vc quer dizer aqui. Ta falando que os professores ensinaram errado, o material tava errado, sua memoria que não é confiável ou tudo isso junto?



Quote:
Essa associacao de "totalmente errado" a uma pessoa é um truque de showman bem classico, palestrantes amam usar, comercial da folha de sao paulo adorava tambem, mas ninguem, nem o hitler, conseguia estar errado 100% do tempo e de qq forma, so confirma que as pessoas sao manipulaveis, se no final tivesse dito "...e esse cara é o Paulo, candidato a vereador aqui da cidade", pode ter certeza que ele teria ganho eleitores, ou no minimo, simpatizantes.
Concordo. É um tipo de aula que nao faco. Mas esse meu amigo faz e a mulecada curte e tal. Enfim. Foi só um caso que lembrei e contei.



Quote:
Mas ate ai, praticamente ninguem se identifica como nazista ou fascista, é socialmente feio e condenavel, mas eles reproduzem o comportamento e chamam de "xpto", mas qq observador externo honesto iria dizer "sao fascistas", o filme é bem claro nisso.

Quote:
Vc ate pode nao ir bem na prova do assunto, mas se gostou das ideias e se sentiu bem com elas, vai aceitar esse discurso com mais facilidade quando alguem o repetir.

Aqui entra aqueles 10% que falei. Se o mlk se torna extremista não é o professor/apostila o culpado. Se ele ficou obcecado por um regime politico/economico/social a culpa é exclusivamente dele e de seus pais.

Dizer que o mlk virou comunista por causa do professor dele é a msm coisa de dizer que fulano virou criminoso por causa do GTA, ou que o Mateus entrou no cinema com uma metralhadora por causa do Brad Pitt no Clube da Luta.

Zigfried is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

08-07-16, 08:58 #68
É claro q ng vai sair fazendo tiroteio pela cidade pq o professor induziu. As pessoas possuem um senso. Mas coisas mais simples claro q influência. Qnd eu tinha 16 anos votei no candidato a presidente q meu professor de história falava bem. Hj acredito q idade mínima pra voto deveria ser 21, entre outros critérios.

Sei lá, acho q o q se escuta em sala influência mais do q vc acredita.

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
08-07-16, 09:15 #69
Quote:
Postado por Zigfried Mostrar Post
Nao entendi o que vc quer dizer aqui. Ta falando que os professores ensinaram errado, o material tava errado, sua memoria que não é confiável ou tudo isso junto?
De autores de livros escolares tendenciosos. Se o professor nao sabia, foi enganado junto comigo, se sabia, foi conivente (ou apenas preguicoso).

Quote:
Concordo. É um tipo de aula que nao faco. Mas esse meu amigo faz e a mulecada curte e tal. Enfim. Foi só um caso que lembrei e contei.
pareceu mais seu argumento central pra dizer que professor em sala de aula nao tem poder para fazer a cabeca de ninguem.

Quote:
Dizer que o mlk virou comunista por causa do professor dele é a msm coisa de dizer que fulano virou criminoso por causa do GTA, ou que o Mateus entrou no cinema com uma metralhadora por causa do Brad Pitt no Clube da Luta.
Se ele confunde personagens de cinema ou videogame com vida real o problema é outro. Mas de qq maneira, ja se testam essas situacoes, http://www.polygon.com/2016/6/23/120...-learning-game e que eu saiba assassins creed tbm é citado com frequencia.

Quote:
Aqui entra aqueles 10% que falei. Se o mlk se torna extremista não é o professor/apostila o culpado. Se ele ficou obcecado por um regime politico/economico/social a culpa é exclusivamente dele e de seus pais.
Se eu aprendo uma pronuncia errada de ingles, a culpa é dos meus pais, nao do professor de ingles, se eu aprendo uma regra errada em quimica, se eu nao sou ensinado sobre alguma excecao, enfim, tudo que eu aprender errado na escola é culpa dos pais ou meu? Voce ter um material didatico oficial e professores doutrinadores nao faz a menor diferenca? ficar relacionando fatos distorcidos de historia com situacoes atuais, com jovens que naturalmente sao questionadores e que desejam justica nao vai ter influencia nenhuma? olha, nao é o que parece vendo por ai.

mas se vc considera que o que acontece na escola é um zero a esquerda na vida do aluno, que o conteudo dado, livros utilizados, honestidade didatica do professor, enfim, nada faz diferenca, que o aluno so quer tirar nota e voltar a tabula rasa em seguida, realmente fica dificil qq argumento.

Jeep is offline   Reply With Quote
Hades
Trooper
 

08-07-16, 09:52 #70
Quote:
Postado por Zigfried Mostrar Post
Agora, se o pai ou o filho nao sabe filtrar isso, aí nao é culpa da escola e nem professor do moleque ser tapado assim.


jesuscristonossasenhora

olha o nível do professor!

Hades is offline   Reply With Quote
Never Ping
Trooper
 

Gamertag: Willian Braga XFIRE ID: neverping Steam ID: neverping
08-07-16, 11:22 #71
"O aluno não ouve o professor."

LOL

Claro que houve, teve muitas coisas que eu aprendi que vieram de professores. Professores são educadores. E hoje em dia os professores as vezes tem mais tempo de contato com uma criança que os próprios pais.

Uma criança vai sempre ter alguma coisa ou alguém como referência, não se esqueçam disto.

Se o aluno não aprende com o professor, o filme Die Welle é sem pé e nem cabeça.

Never Ping is offline   Reply With Quote
clash
Trooper
 

08-07-16, 19:24 #72
toda vez que escuto o papo da escola sem partido lembro dissaqui


 

clash is offline   Reply With Quote
Zigfried
Trooper
 

XFIRE ID: k00patroopa Steam ID: koopatroopa_
08-07-16, 22:31 #73
Quote:
Postado por Jeep Mostrar Post
De autores de livros escolares tendenciosos. Se o professor nao sabia, foi enganado junto comigo, se sabia, foi conivente (ou apenas preguicoso).
Isso acontece mto. Mas aí já entra algo além da preguiça.

Pegar esse exemplo bizarro aqui

 


Isso deve ser alguma apostila religiosa e tal. Enfim, ta errado. Se o professor muda é comum pais reclamando que o professor está "desvirtuando" a apostila, "não usando a apostila" e por aí vai. Já aconteceu comigo umas 3x. Ou então, a apostila é ruim e o professor tenta complementar ou aprofundar com outras fontes. Tbm já aconteceu de reclamação. "Paguei 3k reais na apostila o professor não usa". Tbm já aconteceu comigo.

Quote:
pareceu mais seu argumento central pra dizer que professor em sala de aula nao tem poder para fazer a cabeca de ninguem.
Vc falou do "A Onda" e eu lembrei desse caso.




Quote:
Se eu aprendo uma pronuncia errada de ingles, a culpa é dos meus pais, nao do professor de ingles, se eu aprendo uma regra errada em quimica, se eu nao sou ensinado sobre alguma excecao, enfim, tudo que eu aprender errado na escola é culpa dos pais ou meu? Voce ter um material didatico oficial e professores doutrinadores nao faz a menor diferenca? ficar relacionando fatos distorcidos de historia com situacoes atuais, com jovens que naturalmente sao questionadores e que desejam justica nao vai ter influencia nenhuma? olha, nao é o que parece vendo por ai.
Aí já estamos nos confundindo. Uma coisa é vc aprender uma pronuncia errada ou uma formula de física errada e outra é uma "doutrinação marxista nas escolas" que é o foco do tópico, certo?

Como eu disse e por experiencia minha, não há material nas escolas particulares que seja tão imparcial em comparar socialismo/capitalismo e ponto de rola doutrinação e alienação e blablabla. Msm havendo professores de esquerda em escolas particulares, nego nao fica querendo converter aluno não. Isso é irreal e não funciona fácil assim não. Até pq, tem conteúdo pra caralho a ser passado e as aulas de história/filosofia/geografia dificilmente passam de 9 horas/aulas (juntas) por semana.

Quote:
mas se vc considera que o que acontece na escola é um zero a esquerda na vida do aluno, que o conteudo dado, livros utilizados, honestidade didatica do professor, enfim, nada faz diferenca, que o aluno so quer tirar nota e voltar a tabula rasa em seguida, realmente fica dificil qq argumento.
Nunca disse isso. Logico que a escola molda o sujeito. Mas mais pela convivencia social do que pelo conteúdo em si. A escola-instituição molda mais do que a escola-professor.

Vc deve se lembrar bem da epoca de escola, mas, provavelmente, se lembra dos amigos/cagadas/humilhacoes/amores do que dos professores e suas aulas (até deve ter algum professor/aula que marcou e tal).


Quem sabe o que se passa em uma sala de aula é o professor.
E não é só saber o conteúdo que sabe ser professor. Todo mundo aqui já teve um professor que manjava muito da matéria mas a aula era um lixo.

Então, no meu ponto de vista como professor, esse lance de Escola Sem Partido é uma tremenda imbecilidade de gente que não trabalha na área.

E entenda bem. Estou falando do ponto de vista de escolar particulares.

Se há livros imparciais e com viés doutrinador em escola publica eu já nao sei. Vou tentar ver com alguns amigos que só trabalham em escola publica.

Zigfried is offline   Reply With Quote
Zigfried
Trooper
 

XFIRE ID: k00patroopa Steam ID: koopatroopa_
08-07-16, 23:07 #74
Quote:
Postado por Never Ping Mostrar Post
"O aluno não ouve o professor."

LOL

Claro que houve, teve muitas coisas que eu aprendi que vieram de professores. Professores são educadores. E hoje em dia os professores as vezes tem mais tempo de contato com uma criança que os próprios pais.

Uma criança vai sempre ter alguma coisa ou alguém como referência, não se esqueçam disto.

Se o aluno não aprende com o professor, o filme Die Welle é sem pé e nem cabeça.


ngm aqui ta falando de crianca. tamo falando de adolescente.

Zigfried is offline   Reply With Quote
Zedd
Trooper
 

10-07-16, 20:06 #75
Aluno ouve o professor, aluno não é massa de manobra, mas é influenciado sim

E é claro que é possível um discurso mais neutro ou pelo menos mais ponderado. É difícil de apresentar TODOS os pontos de vista, pq tem muita gente com ponto de vista retardado e impraticável custom-made

Mas pelo menos os principais pontos de vista de um assunto controverso deveriam ser apresentados em igual medida

Nada pior para idéias ruins e extremismistas do que serem apresentadas sob uma luz clara e em comparação com as boas e razoáveis

Zedd is offline   Reply With Quote
Responder

Thread Tools

Regras de postagem
Você não pode criar novos tópicos
Você não pode postar
Você não pode enviar anexos
Você não pode editar seus posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Atalho para Fóruns



O formato de hora é GMT -2. horário: 00:47.


Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2018, Jelsoft Enterprises Ltd.
User Alert System provided by Advanced User Tagging (Lite) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.