Darkside  

Voltar   Darkside > Darkside > Comunidade

Responder
 
Thread Tools
Jeep
fagmin
 

XFIRE ID: ds-jeep Steam ID: jeep_ds
Default Resistencia a antibioticos

10-09-16, 07:36 #1
http://gizmodo.uol.com.br/bacterias-...a-antibiotico/


é, evolucao é lenda. Ah, e estamos fodidos

Quote:
Além disso, os mutantes mais aptos nem sempre eram aqueles que cresciam mais rapidamente. As bactérias mais bem sucedidas ficavam na parte inferior da seção, enquanto as mais fracas eram obrigadas a lidar com a doses mais intensas na linha de frente.

“Graças à necessidade de migração para sobrevivência, nós observamos uma surpreendente dinâmica em que os mais fortes não necessariamente estavam ganhando, mas sim aqueles que eram bons o suficientes e estavam próximos o suficiente da nova área conseguiam vencer as mutações superiores só por serem mais rápidos”, disse Baym. “Contudo, em cada caso nós vimos como uma sucessiva acumulação de mutações foi capaz de evoluir em níveis extremamente altos de resistência a antibióticos num período de tempo relativamente curto.”





Jeep is offline   Reply With Quote
MdKBooM
Trooper
 

10-09-16, 10:02 #2
As bactérias mais bem sucedidas ficavam na parte inferior da seção, enquanto as mais fracas eram obrigadas a lidar com a doses mais intensas na linha de frente.

Capitalismo e a busca por novos mercados.

MdKBooM is offline   Reply With Quote
SparkS
Trooper
 

10-09-16, 12:06 #3
:[

SparkS is offline   Reply With Quote
ReDEviL
Trooper
 

Steam ID: manolobio
10-09-16, 13:40 #4
o caixão é o limite :v

ReDEviL is offline   Reply With Quote
diferent
Trooper
 

10-09-16, 15:21 #5
Eu acredito na ciencia!
Nós temos um ferramenta melhor que qualquer sistema imunologico.
Nao ha organismo imune a tudo.
Pode deitar milhoes, mas na hora que ameaçar a humanidade vai arrumar uma briga feia.

diferent is offline   Reply With Quote
Oleleh
Trooper
 

10-09-16, 16:03 #6
Voce fumou?

Oleleh is offline   Reply With Quote
Blazed
Trooper
 

10-09-16, 16:32 #7
sim

eu sim, é sabado

Blazed is offline   Reply With Quote
FeDaYkIn
e tenho dito
 

10-09-16, 17:30 #8
Caraca, tenso demais isso...

FeDaYkIn is offline   Reply With Quote
Many Kalaveraa
The real (1)
 

XFIRE ID: Mannyy Steam ID: 76561197992661279
10-09-16, 19:26 #9
Já tem muito médico falando que estamos entrando numa crise de antibióticos. Creio que faça muito tempo que não aparece uma classe nova e o uso indiscrimando de atb (principalmente no brasil) continua correndo solto.

Todo plantão que faço eu discuto com paciente pq ele quer tomar antibiotico e eu não quero passar

Many Kalaveraa is offline   Reply With Quote
EviLBraiN
Trooper
 

11-09-16, 10:20 #10
Quote:
Postado por Jeep Mostrar Post
A narração ficou terrível que fala conceitos errados. Esse texto já está melhor.

A narração diz que as bactérias fazem new mutations. Não, o ambiente externo não faz a bactéria se mutar para se adaptar. As bactérias que JÁ eram mutantes vão sobreviver ( já possuíam resistência ao antibiótico ) e as sensíveis vão morrer.

Sobrevivência do mais apto. É assim que a evolução ocorre. O menos apto morre e o mais apto segue vivo. E não o menos apto desenvolve mutação para então se tornar apto. A mutação é aleatória a cada divisão da bactéria.

E na placa a expansão da bactéria é constante pq só existe 1 tipo de antibiótico, 1 tipo de defesa. Então é só a bactéria ter a comida da placa e o tempo, q aquela q é resistente ao antibiótico vai chegar até o fim. É lógico.

Como funciona no corpo humano ?

O nosso sistema imune tem a capacidade de identificar as bactérias e matá-las. Não importando que tipo de mutações ela tem pq ele funciona de uma maneira diferente, adaptativa. Só q ele tem uma certa quantia de trabalho que consegue. Digamos q ele consegue matar 1.000 por dia.

Qnd temos uma infecção é pq essa quantia que o corpo aguentaria combater excedeu. Se fosse menor teu corpo mataria tudo e vc nem iria saber. Quando passa, vc começa a ter os sintomas da doença.

O médico passa o antibiótico, e ele sabe q o antibiótico não mata 100%. Mas o antibiótico vai matar o suficiente de bactérias sensíveis ao antibiótico e o nosso corpo aí vai conseguir matar o que sobrou, q era resistente. Assim matando todas bactérias.

Onde está o problema ?

O problema está quando o médico manda a pessoa tomar antibiótico 14 dias e ele toma 7 e sente-se melhor e para.

Quando vc toma 7 dias, no teu corpo ainda há bactérias resistentes e não resistentes ao antibiótico. Não deu tempo do antibiótico matar todas e teu corpo o resto. Vc deixa de ter sintomas mas as bactérias que estão lá continuam se reproduzindo umas com as outras. As filhas dessa cruza serão todas resistente ao antibiótico. Até teu corpo conseguir matar tudo, vc passou ao teu redor estas bacterias resistentes.

Digamos q passou pra sua esposa. Duas semanas depois q vc teve infecção de garganta e tratou pela metade ela tb fica com. Vai no médico que prescreve o mesmo antibiótico que vc tomou. Não funciona, pq as bacterias delas são as resistentes q vc selecionou por não ter tratado direito. Ela volta em uma semana sem melhora e precisa de um antibiótico mais forte. Se ela não tratar direito, se repete o ciclo.

Então o nosso corpo não é uma placa de petri. Ele dá conta de matar as resistentes ao antibiotico caso vc tome a dose certa por tempo certo.

Resumidamente é isso.

EviLBraiN is offline   Reply With Quote
diferent
Trooper
 

11-09-16, 11:59 #11
Minha esposa fazia isso de tomar remédio só até melhorar. Precisei explicar algumas coisas pra ela.

Achei que a placa era com antibióticos diferentes, mas só muda a concentração. Ta ai a oportunidade de fazer novamente usando diferentes antibióticos. E depois incinerar tudo, claro! kkk

diferent is offline   Reply With Quote
picohq
Trooper
 

11-09-16, 13:59 #12
Atualmente, em campanhas e guidelines de "Antibiotics Stewardship", recomenda-se períodos não pré-definidos de uso de antibióticos.
Recomenda-se utilizar o antibiótico pelo menor tempo possível para que ele atinja seu efeito. Um dos parâmetros utilizados é a melhora clínica.
Infelizmente no Brasil, principalmente no SUS, é complicadíssimo ter seguimento dos pacientes para avaliar se é possível interromper o uso do antibiótico antes das datas pré-estabelecidas.

Aqui tem uma artigo excelente sobre o assunto: http://cid.oxfordjournals.org/conten....full.pdf+html

picohq is offline   Reply With Quote
diferent
Trooper
 

11-09-16, 16:29 #13
Mas uma coisa é ser avaliado e receber a autorização pra parar com o tratamento é outra é vc parar qnd quer, todas as vezes que usar antibiótico.

diferent is offline   Reply With Quote
Responder

Thread Tools

Regras de postagem
Você não pode criar novos tópicos
Você não pode postar
Você não pode enviar anexos
Você não pode editar seus posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Atalho para Fóruns



O formato de hora é GMT -2. horário: 21:39.


Powered by vBulletin®
Copyright ©2000 - 2018, Jelsoft Enterprises Ltd.
User Alert System provided by Advanced User Tagging (Lite) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.